Porta-voz da Casa Branca testa positivo para Covid-19

Kayleigh McEnany afirmou em rede social que não apresentou sintomas e que iniciará o processo de quarentena

Henrique Andrade e Giovanna Bronze, da CNN, em São Paulo
05 de outubro de 2020 às 13:05 | Atualizado 05 de outubro de 2020 às 13:21

A porta-voz da Casa Branca, Kayleigh McEnany, informou na manhã desta segunda-feira (5) que testou positivo para o novo coronavírus. “Após testar negativo constantemente, incluindo todos os dias desde quinta-feira (1º), eu testei positivo para Covid-19, sem apresentar sintomas", escreveu em uma rede social.

McEnany afirmou que vai iniciar o processo de quarentena e passará a trabalhar remotamente. O resultado é divulgado apenas alguns dias após o presidente Donald Trump anunciar que contraiu a doença, na última sexta-feira (3).

A porta-voz também informou na publicação que não sabia do diagnóstico positivo da assessora Hope Hicks antes de uma coletiva de imprensa realizada na última quinta (1). Após o diagnóstico da assessora, a unidade médica da Casa Branca disse que nenhum jornalista teve contato próximo à Hicks durante o evento.

Leia também:
Decisão sobre alta Trump deve ser tomada no fim do dia, diz chefe de gabinete
5 perguntas sobre o diagnóstico de Covid-19 de Donald Trump
Ainda internado, Trump usa conta no Twitter para pedir votos e atacar democratas
Remdesivir, anticorpos, oxigênio e mais: o que se sabe do tratamento de Trump

Kayleigh McEnany testou positivo para o coronavírus
Kayleigh McEnany testou positivo para o coronavírus
Foto: CNN

Com o diagnóstico positivo, Kayleigh McEnany é mais uma pessoa próxima ao presidente Donald Trump a contrair a Covid-19 nos últimos dias. Além de Trump e sua esposa Melania, os senadores Mike Lee, Thom Tillis e Ron Johnson também testaram positivo. Bill Stepien, coordenador da campanha de Trump, Chris Christie, ex-governador de New Jersey, Kellyane Conway, ex-conselheira da Casa Branca, e Nicholas Luna, assistente do presidente, também apresentaram diagnóstico positivo.