Com seis troféus, 'Bacurau' é destaque do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Cerimônia, que ocorreu de maneira virtual no último domingo (11), celebrou o audiovisual nacional em um “Oscar brasileiro”

Giovanna Bronze, da CNN em São Paulo
12 de outubro de 2020 às 13:34
Cena do filme brasileiro "Bacurau", de Kleber Mendonça Filho.
Foto: Divulgação

O faroeste de ficção científica "Bacurau", dos diretores Kléber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, foi o filme mais premiado no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. A cerimônia, que ocorreu de maneira virtual no último domingo (11), celebrou o audiovisual nacional em um “Oscar brasileiro”.

O filme pernambucano e ganhador do prêmio do júri do festival francês de cinema de Cannes foi o mais indicado na premiação brasileira, disputando 15 categorias. No Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, ganhou seis troféus Grande Otelo, escolhido nas categorias de Melhor Filme, Diretor, Roteiro Original, Melhor Montagem de Ficção e Melhores Efeitos Visuais. 

Por sua atuação em "Bacurau", o ator Silvio Pereira conseguiu o prêmio de Melhor Ator, dividindo o prêmio com Fabrício Boliveira, que interpretou Simonal na cinebiografia do cantor. 

O segundo longa mais premiado foi "A Vida Invisível", inspirado no livro de mesmo nome, que levou cinco categorias do evento. O filme recebeu o Grande Otelo por Direção de Fotografia, Roteiro Adaptado, Direção de Arte, Figurino e Melhor Atriz Coadjuvante, pela atuação de Fernanda Montenegro.

Já o filme "Simonal" foi o terceiro mais premiado da noite, levando Melhor Som, Melhor Trilha Sonora e Melhor Primeira Direção de Longa-Metragem para o diretor estreante Leonardo Domingues. A trilha sonora do filme, inclusive, é assinada pelos filhos do cantor Simonal: Wilson Simoninha e Max de Castro. 

O prêmio de Melhor Longa-Metragem Documentário foi para o filme “Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar”, do diretor Marcelo Gomes, que também levou Melhor Montagem para o gênero. Já o destaque de Longa Infantil foi “Turma da Mônica Laços”, de Daniel Rezende, que trouxe as aventuras da turminha para a vida real.

Grande vencedor do Oscar 2020, o filme sul-coreano “Parasita”, de Bong-Joon Ho, também recebeu destaque no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro ao ser escolhido como o Melhor Longa-Metragem Estrangeiro.