Ex-ministro da Defesa do México é preso nos EUA a pedido de agência antidrogas

General Salvador Cienfuegos foi ministro no governo de Enrique Pena Nieto, encerrado em 2018. No cargo, liderou ações de guerras às drogas no México

Steve Gorman, Frank Jack Daniel, Anthony Esposito e Diego Ore, da Reuters
16 de outubro de 2020 às 02:23 | Atualizado 16 de outubro de 2020 às 02:32

General Salvador Cienfuegos
Foto: Sedena/ Gobierno de México/ Reprodução

As autoridades dos Estados Unidos detiveram, nesta quinta-feira (15), o general Salvador Cienfuegos, ex-ministro da Defesa do México no governo do ex-presidente Enrique Pena Nieto. A prisão ocorreu no aeroporto de Los Angeles, por um mandado da Agência Antidrogas dos Estados Unidos (DEA).

Como ministro da Defesa, o general Salvador Cienfuegos liderou diversas ações na guerra às drogas do México, na qual o Exército lutou contra cartéis em todo o país.

Em manifestação no Twitter, o ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, disse que foi informado da detenção de Cienfuegos pelo embaixador dos Estados Unidos no México.

Leia também:
Presidente da China diz às tropas para focar na 'preparação para a guerra'

Rainha Elizabeth II faz primeira aparição pública desde o início da pandemia

 

“O cônsul em Los Angeles vai me informar das acusações nas próximas horas. Vamos oferecer a assistência consular a que ele tem direito. Vou mantê-los informados”, disse Ebrard.

Uma fonte diplomática mexicana afirmou que membros da família de Cienfuegos, que viajavam com ele no momento da detenção, já foram libertados.

Em contato com a agência Reuters, a porta-voz do DEA disse que não tinha mais detalhes sobre as circunstâncias da prisão, se Cienfuegos estava indo ou vindo no aeroporto de Los Angeles, ou se família ou outras pessoas estavam viajando com ele.

Cienfuegos, de 72 anos, ocupou o posto de general quatro estrelas do Exército e foi ministro da Defesa de Pena Nieto até o final do mandato do presidente.

“Esta detenção terá um impacto poderoso no México”, disse o analista de assuntos militares Raul Benitez.

Pena Nieto foi presidente do México por seis anos até dezembro de 2018. Vários membros de seu gabinete e partido foram implicados em casos de corrupção de alto nível, às vezes envolvendo alegações de ligações com o crime organizado.

A detenção de Cienfuegos vem na esteira da prisão de outra autoridade mexicana: o ministro da Segurança do ex-presidente Felipe Calderón, Genaro Garcia Luna.

Garcia Luna foi preso no Texas no ano passado sob suspeita de aceitar milhões de dólares em subornos de um grande cartel de drogas que ele foi encarregado de combater.