Um dia após eleições, Nova Zelândia registra novo caso de Covid-19


Henrique Andrade*, da CNN, em São Paulo
18 de outubro de 2020 às 11:21
Premiê da Nova Zelândia, Jacinda Ardern

Jacinda Ardern foi reeleita na Nova Zelândia

Foto: Martin Hunter - 13.mar.2020/Reuters

A Nova Zelândia anunciou, neste domingo (18), o registro de uma nova infecção de Covid-19. O caso, um homem que trabalha no setor portuário, é o primeiro de transmissão comunitária do vírus no país em mais de três semanas.

Segundo o Ministério de Saúde neozelandês, o paciente é testado regularmente em seu local de trabalho e apresentou diagnóstico negativo pela última vez em 2 de outubro. Na sexta-feira (16), o homem teve sintomas e foi submetido a um novo teste, que resultou no caso positivo.

Leia também:
Jacinda Ardern é reeleita primeira-ministra da Nova Zelândia

As autoridades de saúde já conseguiram rastrear os contatos próximos, que foram testados e aconselhados a permanecer em isolamento até que o resultado seja divulgado. O país também informou que dois casos importados foram identificados, um vindo da Inglaterra, em 5 de outubro, e outro de Dubai, em 13 de outubro. Estes já foram transferidos para as instalações de quarentena em Auckland.

O anúncio do caso confirmado foi feito um dia após as eleições na Nova Zelândia, que reelegeram a atual primeira-ministra, Jacinda Ardern. "Esta noite, a Nova Zelândia mostrou ao Partido Trabalhista seu maior apoio em pelo menos 50 anos", disse ela em seu discurso, celebrando a vitória para seu segundo mandato.

O combate da pandemia no país é considerado como o grande fator da reeleição de Ardern. Até este domingo (18), a Nova Zelândia, com quase 5 milhões de habitantes, registrou apenas 1.530 casos de Covid-19 e 25 mortes em decorrência da doença.

(*Sob supervisão de Giovanna Bronze)