França registra maior número de pacientes internados com Covid-19 desde abril

País estabeleceu toque de recolher a cerca de dois terços da população na última semana

Reuters
26 de outubro de 2020 às 17:27
Profissional de saúde trata paciente com Covid-19 em hospital em Vannes, na França
Foto: Stephane Mahe/Reuters (12.out.2020)


Os hospitais franceses registraram 1.307 novos pacientes internados com o novo coronavírus nesta segunda-feira (26), o maior aumento em um dia desde 2 de abril, quando 1.607 novos pacientes foram atendidos.

Em meio à segunda onda da Covid-19, o sistema de saúde da França está sob estresse crescente de uma taxa de infecção descontrolada.

Leia também:

Sem conseguir frear segunda onda de Covid-19, França amplia lockdown

Europa vive semana de recordes de novas infecções da Covid-19

Dados do ministério da Saúde francês mostraram que a França agora tem um total de 17.784 pacientes com a doenaça em seus hospitais, em comparação com um recorde de 32.292 em 14 de abril, no auge das medidas de restrição entre março e maio.

A pasta também relatou 26.771 novos casos confirmados de Covid-19 nas últimas 24 horas. Às segundas-feiras a contagem geralmente cai drasticamente por causa dos atrasos nos relatórios de fim de semana.

O número de mortos aumentou em 257, elevando o total acumulado desde o início da pandemia para 35.018. O número de pessoas em UTIs aumentou de 186 para 2.770.

Várias regiões da França implementaram planos de emergência em hospitais, atrasando operações não essenciais para liberar leitos de UTI para pacientes com Covid-19 e cancelando férias de funcionários.

Fontes disseram à Reuters que as autoridades estavam procurando opções para medidas ainda mais rígidas para combater o vírus, incluindo confinar as pessoas em suas casas nos fins de semana, exceto para viagens essenciais, e fechar lojas não essenciais. 

Na última quinta-feira (22), o país instituiu um toque de recolher das 21h às 6h a cerca de dois terços da população.