Estão todos impactados com a tragédia, diz cônsul do Brasil em Istambul

"Temos aproximadamente 50 brasileiros que vivem lá e, graças a Deus, não houve nenhuma vítima, as pessoas estão bem", falou ele

Rudá Moreira Da CNN, em Brasília
30 de outubro de 2020 às 19:16

 

Em entrevista à CNN, o cônsul do Brasil em Istambul, na Turquia, Paulo Roberto França, falou sobre a situação no país após o terremoto de 7 graus de magnitude abalar o Mar Egeu nesta sexta-feira (30). Pelo menos 17 pessoas morreram na Turquia e outras 2 na Grécia. Há ainda um total de 709 feridos. 

Nenhum dos cerca de 50 cidadãos brasileiros residentes na cidade de Izmir, na Turquia, se feriu com o terremoto de 7 graus de magnitude que abalou o Mar Egeu nesta sexta-feira (30), de acordo com o consulado brasileiro. A cidade fica a 17 km do epicentro do terremoto, registrado a 16 km de profundidade.

De acordo com França, existem "aproximadamente 50 cidadãos brasileiros em Izmir. Não teve nenhuma vítima, todos estão bem." 

“Os turcos têm um sentimento nacional muito forte. Estão todos impactados e chocados com a tragédia que afetou uma das cidades mais importantes da Turquia", relatou. Ainda segundo ele, a expectativa é que mais pessoas sejam resgatadas com vida dos escombros. 

Assista e leia também:

Forte terremoto abala Turquia e Grécia e provoca mortes

Destroços causados por forte terremoto na Grécia e na Turquia
Foto: Reprodução/CNN Brasil (30.out.2020)

 

Paulo França afirmou estar em contato com a comunidade brasileira em Izmir desde que ocorreu o terremoto. "Entrei em contato com o cônsul honorário do Brasil em Izmir. Até agora, a informação é de que não temos brasileiros vítimas dessa tragédia", garantiu.

O diplomata brasileiro lembrou, ainda, que a cidade é uma das mais importantes da Turquia, mas que a região costuma ter terremotos com certa frequência, devido à localização. "Izmir fica próximo de vários sítios arqueológicos importantes." "Izmir é uma das cidades mais importantes. É um polo industrial e agropecuário, a terceira cidade que mais exporta", complementou.

O cônsul-geral do Brasil em Istambul ressaltou, no entanto, que as informações estão chegando de maneira lenta. "Agora, a prioridade é sobretudo resgatar as pessoas que estão ainda embaixo dos escombros. A expectativa é que ainda se possam resgatar pessoas com vida desses escombros."

No início da noite desta sexta-feira (30), o governo brasileiro enviou nota à imprensa, onde reafirma: "Até o momento, não há registro de brasileiros vitimados pelo abalo sísmico".

A nota do Ministério das Relações Exteriores, enviada pela assessoria de imprensa do Itamaraty, diz que "o governo brasileiro expressa pesar e condolências aos familiares das vítimas e manifesta ao povo e ao governo da Grécia e da Turquia sua solidariedade".

"O Itamaraty seguirá acompanhando a situação por meio do Consulado-Geral em Istambul e da Embaixada em Atenas", finaliza a nota.

Nota do Itamaraty


O governo brasileiro tomou conhecimento do terremoto que atingiu o Mar Egeu, em 30 de outubro, impactando a Turquia e a Grécia, causando mortes e centenas de feridos, além de perdas materiais.

O governo brasileiro expressa pesar e condolências aos familiares das vítimas e manifesta ao povo e ao governo da Grécia e da Turquia sua solidariedade.

Até o momento, não há registro de brasileiros vitimados pelo abalo sísmico.