Por Covid-19, CDC pede que americanos não viajem no Dia de Ação de Graças

Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA pede que população evite viajar no feriado de Ação de Graças, no qual são comuns reuniões em família

Por Maggie Fox da CNN
20 de novembro de 2020 às 02:33
Paramédicos levam paciente ao centro de emergência durante surto de Covid-19 no Brooklyn, em Nova York.
Foto: REUTERS / Brendan Mcdermid


O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos recomenda que os americanos não viajem no Dia de Ação de Graças e publicou diretrizes atualizadas para que a população passe o feriado em segurança contra o novo coronavírus. 

A data, na qual a tradição leva americanos a se reunirem com suas famílias, acontece em 26 de novembro. É esperado que milhares de pessoas se desloquem para se juntar a parentes.

Leia também:
Com mais de 182 mil casos de Covid-19 em 24 h, EUA batem novo recorde diário

"O CDC recomenda que não se viaje durante o período do Dia de Ação de Graças", disse o Dr. Henry Walke, gerente da agência para controle da Covid-19.

“Neste momento estamos vendo um crescimento exponencial de casos. A oportunidade de translocar doenças ou infecções de uma parte do país para outra nos faz recomendar que viagens sejam evitadas neste momento”, acrescentou.

Mesmo em encontros que não exigem longos deslocamentos, Walke alertou para o risco de que jovens infectados contaminem idosos ou doentes crônicos vulneráveis a complicações com a Covid-19.

"O que está em jogo é o aumento da chance de um de seus entes queridos ficar doente e, em seguida, ser hospitalizado e morrer perto das férias", disse Walke.

Ele ressaltou, também, que cerca de 40% das infecções são assintomáticas.

"Uma das nossas preocupações é que as pessoas durante a temporada de férias se reunirão e podem realmente estar trazendo a infecção com elas para uma pequena reunião, sem nem mesmo saber disso", disse Walke.

Walke disse que não está visitando sua própria família. "Não vejo meus pais desde janeiro. Vou ficar em casa e tenho pais mais velhos que gostariam de me ver e também gostariam de ver meus filhos", disse ele.