Príncipe Harry aprova investigação sobre entrevista concedida por princesa Diana


Kate Holton, da Reuters
21 de novembro de 2020 às 14:42 | Atualizado 21 de novembro de 2020 às 14:44
Príncipe Harry
Foto: Paul Edwards/Pool via Reuters

O príncipe britânico Harry se juntou a seu irmão William para dar as boas-vindas a uma nova investigação sobre como a BBC conseguiu uma entrevista famosa e polêmica em 1995 com sua mãe, a princesa Diana, com uma fonte descrevendo o movimento como uma "busca pela verdade".

Um ex-juiz da Suprema Corte está conduzindo um novo inquérito sobre como a emissora obteve a entrevista e se os executivos encobriram qualquer delito após acusações de que a falecida princesa foi enganada para participar.

Leia também:
Série 'The Crown' oferece algumas lições de vida valiosas
Criador de 'The Crown' defende cenas 'inventadas' no seriado de sucesso

O príncipe William, o segundo na linha de sucessão ao trono, disse no início desta semana que a investigação era um passo na direção certa e uma fonte próxima a Harry afirmou neste sábado que o príncipe estava recebendo atualizações regulares.

A pessoa familiarizada com a situação também questionou alguns relatos da mídia britânica que levantaram por que Harry, morando na Califórnia com sua esposa Meghan e seu filho Archie, não havia se juntado a seu irmão para saudar a investigação anteriormente.

"Infelizmente, algumas pessoas não estão vendo isso apenas como uma busca pela verdade, mas também tentando usar isso como oportunidade para tentar um racha entre os irmãos", disse a fonte.

A entrevista de Diana com Martin Bashir foi assistida por mais de 20 milhões de telespectadores no Reino Unido e se tornou um dos momentos decisivos de seu fracassado casamento com o príncipe Charles.

A entrevista incluiu a admissão de um caso e a frase de que havia "três de nós neste casamento", em referência ao relacionamento de Charles com sua agora segunda esposa, Camilla Parker-Bowles.