Canadá começa a aplicar primeiras doses da vacina contra Covid-19

Cuidadora e octagenária foram primeiras a receber; país é o terceiro a iniciar vacinação com candidata da Pfizer

Reuters
14 de dezembro de 2020 às 16:49
Anita Quidangen é uma das primeiras a receber vacina contra Covid-19 no Canadá
Anita Quidangen é uma das primeiras a receber vacina contra Covid-19 no Canadá
Foto: Reuters (14.dez.2020)

O Canadá começou a campanha de vacinação contra Covid-19 nesta segunda-feira (14) ao aplicar o imunizante em profissionais de saúde e residentes de casas de repouso, tornando-se o terceiro país do mundo a administrar a vacina da Pfizer/BioNTech. 

A primeira injeção, transmitida ao vivo na televisão, foi em Anita Quidangen, uma cuidadora do Rekai Centre, uma casa de repouso sem fins lucativos para idosos em Toronto, a maior cidade do páis. Ela disse estar animada por ser a primeira da fila. 

Profissionais médicos de máscara e jalecos aplaudiram após ela receber a dose. 

"Hoje, nós realmente viramos uma página", disse Levin Smith, presidente e diretor-executivo do Michener Institute, onde a vacina foi administrada.

"Ela trabalhou incansavelmente para alguns dos nossos mais vulneráveis, tanto durante a pandemia, quando desde seus primeiros dias como cuidadora em 1988", disse o premiê de Ontário, Doug Ford, sobre Quidangen. 

 Ainda assim, a província de Quebec, a mais atingida entre as 10 províncias canadenses, disse que Gisele Levesque, uma moradora de 89 anos de uma casa de repouso na cidade de Quebec, recebeu a injeção meia hora mais cedo que Quidangen —sem o acompanhamento da televisão.

Leia também:

Primeiras vacinas da Pfizer chegam ao Canadá

Canadá aprova uso emergencial da vacina da Pfizer contra Covid-19

"É uma notícia muito boa para o Canadá. É  uma notícia muito boa para Quebec", disse a ministra federal da Saúde, Patty Hadju, fora do centro geriátrico Maimonides em Montreal, que também começou a imunizar pacientes nesta segunda. 

Cerca de 150 residentes devem receber as doses no Maimonides e 50 mil pessoas serão vacinadas na província até 4 de janeiro, disse o ministro da Saúde de Quebec, Christian Dube. 

Mais de 60% das 13.431 mortes relacionadas à pandemia no Canadá foram em residências para idosos. 

Uma segunda onda do novo coronavírus está atingindo o país, forçando várias províncias a voltarem a restringir o comércio e reuniões sociais. O Canadá reportou até o momento 460.743 casos, a maioria deles em Ontário, a província mais populosa, e Quebec. 

Os Estados Unidos também começaram a vacinação nesta segunda-feira, após o Reino Unido iniciar a campanha na semana passada. 

A vacina desenvolvida pela Pfizer/BioNTech requer duas doses, com três semanas de diferença. O Canadá espera receber 30 mil doses nesta semana e 249 mil até o fim deste ano.