EUA: vacina chega a todos os estados no dia em que país passa de 300 mil mortes

Autoridades americanas divulgaram que a vacina da Pfizer, em um dia, chegou aos 50 estados americanos, ao distrito de Columbia e a Porto Rico

Da CNN, em São Paulo*
15 de dezembro de 2020 às 03:13 | Atualizado 15 de dezembro de 2020 às 07:27

 


As primeiras doses da vacina contra a Covid-19 da Pfizer já foram entregues a todos os 50 estados americanos, ao Distrito de Columbia (onde fica a capital Washington) e a Porto Rico, disseram autoridades do país nesta segunda-feira (14). 

No mesmo dia, porém, os Estados Unidos chegaram a uma marca desoladora, que ilustra a situação crítica do país que há tempos é o recordista em números absolutos de mortes provocadas pelo novo coronavírus. Nesta segunda, as mortes relacionadas ao vírus utrapassaram a marca de 300 mil, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins.

Leia também:
Primeira pessoa é vacinada contra a Covid-19 nos Estados Unidos

Como o mundo conseguiu uma vacina em menos de 1 ano

Paciente com Covid-19 é transportado para dentro de ambulância em Nova York
Foto: Lucas Jackson/Reuters (24.abr.2020)


Os EUA também registraram 110.549 hospitalizações por Covid-19 na segunda-feira, estabelecendo um novo recorde desde o início da pandemia, de acordo com o Covid Tracking Project.

O dia também marcou um recorde de novos casos: 254.848 na contagem até as 3h30 (horário de Brasília), que ainda pode ser revisada. Os EUA atualmente têm média diária de 210.201 novas infecções diárias.

E as taxas de novas infecções e mortes estão acelerando em velocidade sem precedentes, o que significa que os americanos ainda enfrentarão tempos difíceis antes da imunização completa.

Segundo a Johns Hopkins, nas primeiras horas desta terça-feira (15) o país somava 300.479 mortes pela Covid-19 e 16.519.462 casos do novo coronavírus.

Desenvolvimento e entrega da vacina em tempo recorde

A Operação Warp Speed, um esforço público-privado, desenvolveu a vacina da Pfizer em menos de um ano - um um feito histórico. A entrega também foi rápida - as empresas de transporte FedEx e UPS começaram o transporte no domingo e concluíram todas as entregas de vacinas no primeiro dia.

As primeiras doses da vacina Pfizer foram injetadas na segunda-feira em profissionais de saúde - aqueles que estão na linha de frente da pandemia. Mas ainda levará vários meses até que a maioria dos americanos possa tomar a vacina Covid-19.

Enquanto isso, milhares de americanos morrem do vírus todos os dias. 

O Dr. Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, alertou que os americanos não deveriam pensar que a chegada de uma vacina significa o fim da pandemia.

"Não acredito que seremos capazes de jogar as máscaras fora e esquecer a separação física em ambientes congregados por um tempo, provavelmente até chegarmos ao final do outono e início do próximo inverno", disse ele durante um Centro para evento virtual de saúde em Estudos Estratégicos e Internacionais. "Mas acho que podemos fazer isso."

(Com informações de Susannah Cullinane, Holly Yan e Ralph Ellis, da CNN)