Bolívia assina acordo com fundo russo para 2,6 milhões de doses da Sputnik V

De acordo com o Fundo de Investimento Direto Russo, o tratado vai possibilitar que mais de 20% da população boliviana tenha acesso ao imunizante

Reuters
30 de dezembro de 2020 às 14:55 | Atualizado 30 de dezembro de 2020 às 18:43

 
 

O Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF) e a Bolívia assinaram um acordo para o fornecimento de 2,6 milhões de doses da vacina russa contra Covid-19 Sputnik V. O anúncio foi feito pelo RDIF nesta quarta-feira (30).

Assista e leia também:
Colorado detecta o primeiro caso de variante do coronavírus nos Estados Unidos
Reino Unido aprova vacina de Oxford, que será aplicada com intervalo de 3 meses
Após meses de isolamento, casal sai para cortar cabelo e morre de Covid-19

De acordo com o grupo russo, o tratado vai possibilitar que mais de 20% da população boliviana tenha acesso ao imunizante. 

O fornecimento do produto será facilitado parceiros internacionais do fundo na Índia, China, Coreia do Sul e outros países.

Com o acordo, a Bolívia pode se tornar o terceiro país da América do Sul a começar a vacinar a população. O Chile iniciou o processo no dia 24, com a vacina da Pfizer/BioNTech. Já a Argentina deu início à imunização nesta quarta, com a Sputnik V.