'Fiquei muito feliz', diz Anitta sobre sua música na playlist de posse de Biden

Cantora brasileira compõe lista que conta com nomes como Bob Marley, Led Zeppelin e Beyoncé

Layane Serrano e Daniel Adjuto, da CNN, em São Paulo
20 de janeiro de 2021 às 13:13 | Atualizado 21 de janeiro de 2021 às 08:18


Nesta quarta-feira (20), acontece a posse do novo presidente dos EUA, Joe Biden. Uma playlist oficial da cerimônia já foi divulgada e desta vez conta com uma música de uma cantora brasileira: “Make it Hot”, da cantora Anitta em parceria com o trio Major Lazer e o DJ Diplo, é uma das 46 canções escolhidas para a lista que conta com nomes como Bob Marley, Led Zeppelin, Dua Lipa, Beyoncé e Bruce Springsteen.

Em entrevista hoje à CNN, a cantora comentou que ficou muito feliz e honrada ao saber que a sua música estava na playlist do homem mais poderoso do mundo.

Joe Biden e Kamala Harris chegam ao Capitólio para a cerimônia de posse
Joe Biden e Kamala Harris chegam ao Capitólio para a cerimônia de posse
Foto: CNN Brasil

“Foi uma grande surpresa. Já comecei o meu ano com o pé direito, além de cantar na Time Square no Réveillon, eu estou super animada e feliz com a surpresa de uma das minhas músicas estarem na playlist oficial do novo presidente dos EUA".

Segundo a Anitta, o governo americano não a procurou, ela ficou sabendo pelos sites e pelo movimento que está acontecendo nos EUA neste momento. “Eu descobri que a minha música foi escolhida pelos sites que estão repercutindo. Estou em Miami agora e aqui também está saindo a playlist em alguns lugares. Eu descobri como todo mundo e fiquei muito feliz mesmo.”

Quando questionada sobre a importância de entender mais sobre política, Anitta comentou que a política acaba mudando o mundo de todos e que essa mudança depende de entendermos mais sobre o assunto.

“Estou começando o ano cheio de coisa boa e cheia de esperança. Aqui, nos EUA, todo mundo está muito feliz com a saída do Trump e a entrada do Biden. A política acaba mudando a vida de todo o mundo. Por muito tempo, nós brasileiros tivemos um tipo de educação que nos levou a achar que a política é chata, mas nós temos o poder de mudar. Aqui nos EUA, por exemplo, quando aconteceu a saída do Trump, todo mundo gritava na rua, como se fosse Ano Novo. Isso representa muita mudança no comportamento de uma sociedade, porque as pessoas acabam reproduzindo o comportamento do representante do país", pontuou a cantora.