Biden não comenta impeachment de Trump e diz estar focado em ser presidente

Atual presidente não considera produtivo dar a opinião dele sobre o procedimento, mas não acredita que Trump será condenado

Betsy Klein, da CNN
09 de fevereiro de 2021 às 17:12 | Atualizado 09 de fevereiro de 2021 às 17:20
Joe Biden e Donald Trump
Foto: CNN

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, tenta retornar o foco para o pacote de ajuda da Covid-19 e desviou os questionamentos para o Senado sobre o julgamento de impeachment que começou há pouco nesta terça (9). 

Ele se recusa a se posicionar substancialmente no procedimento histórico em andamento. 

Questionado pela repórter da CNN Kaitlan Collins se ele assistirá ao julgamento, Biden disse que está focado no trabalho de ser presidente durante as crises globais econômica e de saúde. 

"Eu tenho um trabalho", disse ele. "Nós já perdemos mais de 450 mil pessoas e vamos perder muitos mais se não agirmos de maneira rápida e decisiva. Muitas crianças estão indo dormir com fome. Várias famílias não têm segurança alimentar. Esse é o meu trabalho". 

Ele continuou, "O Senado tem o trabalho dele. Eles estão prestes a começá-lo. Tenho certeza que se portarão bem. E isso é tudo que tenho a dizer sobre o impeachment". 

Os comentários de Biden acontecem um dia depois que a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, disse aos repórteres que Biden "não passaria muito tempo assistindo ao processo, talvez nenhum tempo", apesar de ter reconhecido que o julgamento era de interesse nacional. 

A CNN já relatou que os conselheiros do governo dizem que o presidente não tem nenhuma intenção de dar a opinião dele se Trump deve ou não ser condenado — ele não vê como necessário ou produtivo dar a opinião pessoal dele, que poderia complicar a mensagem dele por união. 

No mês passado, ele disse a Collins que o julgamento "tinha que acontecer", apesar de não achar que Trump seria condenado. 

(Texto traduzido, leia o original em inglês)