Equador define 2º lugar de eleição presidencial após duas semanas de apuração

Guillermo Lasso (19,74%), do partido de direita Movimento CREO, disputará a eleição presidencial com o candidato de esquerda Andrés Arauz (32,72%)

Da CNN, em São Paulo
20 de fevereiro de 2021 às 12:59
O candidato presidencial do Equador, Guillermo Lasso, acena para seus apoiadores
O candidato presidencial do Equador, Guillermo Lasso, acena para seus apoiadores ao deixar o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) em Quito, Equador, 12 de fevereiro de 2021
Foto: REUTERS / Cecilia Puebla SEM REUTERS. SEM ARQUIVOS

 

Após duas semanas de apuração, o Equador definiu neste sábado (20) que Guillermo Lasso (19,74%), do partido de direita Movimento CREO, disputará a eleição presidencial com o candidato de esquerda Andrés Arauz (32,72%). O segundo turno é previsto para 11 de abril.

A apuração dos resultados chegou a 100%, segundo dados do Conselho Nacional Eleitoral (CNE). No entanto, o anúncio oficial ainda não foi feito pelo conselho, o que deve ocorrer ainda neste fim de semana. 

A autoridade eleitoral do Equador anunciou no último dia 12 que faria uma recontagem na maior parte do país depois que um dos candidatos, o líder indígena Yaku Pérez, fez acusações de fraude eleitoral.

Pérez exigiu uma recontagem completa depois de dizer que a votação foi manipulada, sem apresentar evidências de fraude. Ele argumentou que os dados das atas de várias juntas eleitorais são inconsistentes com os dados inseridos no sistema de contagem de votos.