Reino Unido bane temporariamente alguns Boeings 777 após explosão de motor

Modelo é operado por companhias aéreas dos Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul, onde as autoridades também interromperam seu uso

Sarah Young, da Reuters
22 de fevereiro de 2021 às 15:39 | Atualizado 22 de fevereiro de 2021 às 18:44

 A Grã-Bretanha proibiu temporariamente a entrada de aeronaves Boeing 777 com motores Pratt & Whitney 4000-112 em seu espaço aéreo, depois que um jato com esse tipo de motor lançou destroços sobre Denver, nos Estados Unidos, no último fim de semana.

"Após problemas neste fim de semana, os Boeing B777s com motores Pratt & Whitney 4000-112 serão temporariamente proibidos de entrar no espaço aéreo do Reino Unido", disse o ministro dos Transportes do Reino Unido, Grant Shapps, no Twitter, nesta segunda-feira (22).

O regulador da Grã-Bretanha, a Autoridade de Aviação Civil, observou no Twitter que a configuração específica não é usada por nenhuma companhia aérea do Reino Unido. Ele é operado por companhias aéreas dos Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul, onde as autoridades também interromperam seu uso.