Estados nos EUA com medidas restritivas têm menos mortes por Covid, diz estudo

Pesquisa publicada pelo CDC examina de perto as mudanças nas taxas de crescimento de casos de Covid-19 antes e depois da implementação de restrições

De Jacqueline Howard, da CNN
05 de março de 2021 às 14:25 | Atualizado 05 de março de 2021 às 14:50
Pedestre caminha de máscara em frente à Bolsa de Valores de Nova York
Estudo analisou impacto de restrições e do uso de máscara nos EUA
Foto: Lucas Jackson/Reuters (18.mar.2020)

Em condados onde o estado exige máscaras, as taxas de casos e mortes de Covid-19 diminuem, e, em condados onde os estados permitem refeições em restaurantes no local, as taxas de casos e mortes parecem aumentar, de acordo com um novo estudo do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês).

A pesquisa, publicada pelo CDC nesta sexta-feira (5), examina de perto as mudanças nas taxas de crescimento de casos de Covid-19 e mortes em condados antes e depois da implementação de ordens de uso de máscara emitidas pelo estado e a permissão para jantares em restaurantes de março a dezembro de 2020.

Os pesquisadores descobriram que, de 1º de março a 31 de dezembro, exigir que as pessoas usassem máscara fora de casa ou em lojas de varejo e restaurantes estava vinculado a uma redução de 0,5 ponto percentual na taxa de crescimento diário de casos de Covid-19 por até 20 dias depois que a ordem foi implementada. Diminuições de até 1,8 pontos percentuais foram observadas até 100 dias depois

A obrigatoriedade do uso de máscaras foi associada a uma redução de 0,7 ponto percentual nas taxas diárias de mortes de Covid-19 até 20 dias após a implementação e diminuições de até 1,9 pontos percentuais até 100 dias depois, respectivamente, descobriram os pesquisadores.

Restaurantes

Para refeições em restaurantes, as mudanças nas taxas de crescimento diário para casos e mortes de Covid-19 não foram estatisticamente significativas até 40 dias após as restrições terem sido suspensas, de acordo com o estudo.  

Mas permitir, no local, refeições em restaurantes foi associado a aumentos de 0,9, 1,2 e 1,1 ponto percentual em casos de até 60, 80 e 100 dias, respectivamente, depois que as restrições foram suspensas, descobriram os pesquisadores. 

A permissão de refeições em restaurantes foi associada a aumentos de 2,2 e 3 pontos percentuais na taxa de crescimento de mortalidade da Covid-19 de 61 a 80 e 81 a 100 dias, respectivamente, depois que as restrições foram suspensas.

"A obrigatoriedade do uso de máscara e restringir qualquer refeição no local em restaurantes pode ajudar a limitar a transmissão da Covid-19 pela comunidade e reduzir as taxas de crescimento de casos e mortes. Essas descobertas podem informar as políticas públicas para reduzir a disseminação da Covid-19 pela comunidade", afirmaram no estudo pesquisadores do CDC e da Universidade de Nevada. 

O estudo ocorre em um momento em que vários estados dos Estados Unidos estão expandindo a capacidade de negócios e preparando-se para suspender ordens para as pessoas usarem máscaras - com Texas e Mississippi se juntando a esses estados esta semana.