Premiê britânico Boris Johnson toma primeira dose da vacina da AstraZeneca

Johnson recebeu a vacina no momento em que países europeus retomaram o uso da AstraZeneca, após reguladores garantirem que benefícios superam qualquer risco

Por Andrew MacAskill, da Reuters
19 de março de 2021 às 23:59 | Atualizado 20 de março de 2021 às 00:03
Premiê britânico recebe vacina da Oxford/AstraZeneca em Londres 19/3/2021
Premiê britânico recebe vacina da Oxford/AstraZeneca em Londres 19/3/2021
Foto: Frank Augstein/Reuters

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, tomou a primeira dose da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 nesta sexta-feira (19) e recomendou à população que faça o mesmo, dizendo que "não sentiu nada".

Johnson, de 56 anos, tomou a vacina no mesmo hospital onde, há quase um ano, ficou internado em uma unidade de terapia intensiva e recebeu oxigênio depois de contrair o vírus e ficar gravemente doente. Ele chegou a dizer que ficou tão mal que chegaram a ser traçados planos sobre como anunciar sua morte.

"Eu literalmente não senti nada. Foi muito bom, muito rápido", afirmou Johnson após tomar a injeção no Hospital St Thomas em Londres.

"Todo mundo, quando receber a notificação de vacinação, por favor, vá e tome, é a melhor coisa para você, a melhor coisa para sua família e para todos os outros."

Fotos mostraram o primeiro-ministro usando uma máscara preta, camisa e gravata enquanto uma enfermeira lhe aplica a vacina.

O Reino Unido quebrou seu recorde na sexta-feira de mais vacinas contra o coronavírus administradas em um dia, e quase metade de todos os adultos receberam uma dose, tornando-se um dos países com programa de vacinação mais rápido do mundo.

Johnson recebeu a vacina no momento em que países europeus retomaram o uso da injeção da AstraZeneca, depois que os reguladores disseram que seus benefícios superam quaisquer riscos após relatos recentes de coágulos sanguíneos.