China relata maior salto diário de casos de Covid-19 em mais de 2 meses

O governo local de Ruili colocou os residentes em sua área urbana sob quarentena domiciliar e lançou campanha massiva de testes

Se Young Lee, da Reuters, em Washington
04 de abril de 2021 às 23:13
Bandeira da China em Pequim
Bandeira da China em Pequim (27/05/2019)
Foto: Jason Lee/Reuters

 A China relatou seu maior salto diário em novos casos de Covid-19 em mais de dois meses, com uma cidade na fronteira com Mianmar, no sudoeste da província de Yunnan, responsável por todos os novos casos locais.

O governo local de Ruili colocou os residentes em sua área urbana sob quarentena domiciliar, lançou uma campanha massiva de testes e começou a restringir as pessoas de sair e entrar na cidade desde a semana passada, após relatar pacientes com Covid-19.

A cidade foi responsável por todos os 15 novos casos locais notificados em 4 de abril. O número total de novas infecções por Covid-19, incluindo infecções importadas originárias do exterior, ficou em 32, marcando o maior total desde 31 de janeiro.

A análise genética dos casos descobertos em Ruili sugere que as novas infecções locais derivam de vírus importados de Mianmar, informou a mídia estatal. Dos novos pacientes relatados na cidade, 11 deles foram identificados como cidadãos de Mianmar.

Ruili é um importante ponto de trânsito para a província de Yunnan, que tem lutado para monitorar sua fronteira acidentada de 4.000 km (2.500 milhas) com Laos, Mianmar e Vietnã para imigração ilegal em meio a uma onda de travessias não autorizadas no ano passado por pessoas que buscam refúgio contra a pandemia .

As autoridades locais também iniciaram uma campanha de vacinação em Ruili em uma tentativa de conter o Covid-19 e aumentar a imunidade do rebanho na cidade.

O número de novos casos assintomáticos, que a China não classifica como casos confirmados, foi de 18, igualando o total do dia anterior.

O número total de casos confirmados de Covid-19 na China continental agora é de 90.305, enquanto o número de mortos permanece inalterado em 4.636.