Cuba garante vacinação em massa até maio com imunizante em fase de testes

País é o primeiro na América Latina a ter duas vacinas em fase 3 de testes clínicos

Da CNN, em São Paulo
10 de abril de 2021 às 15:17 | Atualizado 10 de abril de 2021 às 15:21

 

De acordo com o governo cubano, quase toda a população de Havana será vacinada contra a Covid-19 até maio. Os cidadãos vão receber as doses do imunizante desenvolvido por cientistas do país, que ainda não foi aprovado e está em fase final de testes. 

Cuba é o primeiro país na América Latina a ter duas vacinas em fase 3 de testes clínicos. O governo alega que não poderia competir com países mais ricos por um estoque limitado de vacinas e que os imunizantes vão cumprir os padrões internacionais. A ilha espera vender ou doar suas vacinas para outros países. 

"Nós vamos trabalhar com a população com mais de 19 anos, que são praticamente dois milhões de pessoas", explicou uma das responsáveis pela pesquisa.

Apesar de as autoridades dizerem que a vacina não será obrigatória, o país tem trabalhado fortemente na campanha de vacinação. Entre as estratégias, está usar funcionários da saúde para ir de casa em casa e utilizar vídeos com a mensagem de que a população recebe não somente uma dose da vacina, mas sim uma dose da própria pátria.

Especialistas em vacina consultados pela CNN dizem que realizar uma campanha de vacinação em massa antes de terminar os testes faz com que Cuba arrisque desperdiçar recursos valiosos. 

O governo defende que o sistema de saúde universal da ilha é um dos triunfos da revolução cubana.

Teste em massa de vacina em Cuba
Teste em massa de vacina em Cuba (10 abril 2021)
Foto: Reprodução / CNN