Com a família e convidados, rainha Elizabeth II se despede do príncipe Philip

Cerimônia na Capela de São Jorge celebra passado naval, herança internacional e as sete décadas de serviço do Duque de Edimburgo

Reuters
17 de abril de 2021 às 11:33 | Atualizado 18 de abril de 2021 às 08:51
Funeral do príncipe Philip
Funeral do príncipe Philip
Foto: Danny Lawson - WPA Pool/Getty Images

 

A rainha Elizabeth II, sua família, e uma lista restrita de convidados prestaram as últimas homenagens ao príncipe Philip neste sábado (17), em um funeral que celebrou seu passado naval, sua herança internacional e sete décadas de serviço, no qual ele ajudou a rainha a passar por várias crises.

Elizabeth, vestida de preto e com uma máscara preta de bordas brancas, ficou sozinha quando o funeral começou na Capela de São Jorge.

Os enlutados na cerimônia no Castelo de Windsor, incluindo o príncipe Charles e seus filhos, os príncipes William e Harry, foram limitados em número e separados devido às regras contra a pandemia de Covid-19.

"Estamos aqui hoje na Capela de São Jorge para entregar nas mãos de Deus a alma de seu servo príncipe Philip, Duque de Edimburgo", disse o decano de Windsor, David Conner.

"Fomos inspirados por sua lealdade inabalável à nossa rainha, por seu serviço à Nação e à comunidade, por sua coragem, fortaleza e fé."

Depois que a nação observou um minuto de silêncio sob o sol brilhante, Harry e William tomaram seus lugares em lados opostos da capela com o local de descanso final do monarca Tudor, Henrique VIII, separando os dois.

Philip, oficialmente conhecido como Duque de Edimburgo, morreu aos 99 anos em 9 de abril. A rainha em 1997 o descreveu como sua "força e estabilidade" ao longo de suas décadas de casamento.

Seu chapéu naval e sua espada estavam em cima do caixão, que foi coberto com o estandarte pessoal do Duque de Edimburgo com o brasão de armas dinamarquês, a cruz grega, o Castelo de Edimburgo e as listras da família Mountbatten.

Caixão do príncipe Philip
Caixão do príncipe Philip
Chapéu naval de Príncipe Philip colocado sobre seu caixão, direção à Capela de São Jorge para cerimônia fúnebreCrédito: Leon Neal/WPA Pool/Getty Images
  • Caixão do príncipe Philip
  • Funeral de Príncipe Philip
  • Caixão do príncipe Philip
  • Caixão do príncipe Philip chega à Capela de São Jorge para cerimônia fúnebre
  • Caixão de Príncipe Philip
  • Caixão do príncipe Philip acompanhado de Guarda Real
  • Rainha Elizabeth II
  • Peter Phillips, Princípe William, e Princípe Harry
  • Chapéu naval e espada de Philip foram colocados sobre seu caixão

O coro cantou um hino dos marinheiros, "Pai Eterno, Forte para Salvar", e pouco antes de ser baixado à Câmara Real, o "Kontakion dos Infiltrados" russo, um hino das igrejas Ortodoxa e Oriental, ecoará por todo a igreja.

O caixão de Philip foi levado para a capela em um Defender TD 130 em verde militar feito sob medida, enquanto uma pequena arma disparou oito vezes.

Antes da procissão, bandas militares se espalharam pelo quadrilátero do Castelo de Windsor para tocar a música escolhida pelo príncipe, incluindo "I vow to thee, my country", "Jerusalém" e "Nimrod".

Philip, que se casou com Elizabeth em 1947, ajudou a jovem rainha a adaptar a monarquia ao mundo em mudança da era pós-Segunda Guerra Mundial, quando a perda do império e o declínio da deferência desafiaram a família real mais proeminente do mundo.

Ela agora está viúva enquanto enfrenta uma das crises mais graves que atingiu a família real em décadas – após as alegações de racismo e negligência por parte de seu neto Harry e sua esposa americana Meghan.