Com hospitais em colapso, Índia bate recorde de casos e mortes por Covid-19

Foram 295.041 novos casos e 2.023 mortes em 24 horas; no país, há falta de remédios, leitos em hospitais e os cemitérios estão ficando sem espaço

Jessie Yeung e Vedika Sud, CNN
21 de abril de 2021 às 09:25 | Atualizado 21 de abril de 2021 às 20:32

 

Os serviços de saúde e outros serviços essenciais em toda a Índia estão próximos do colapso em meio a uma segunda onda de coronavírus, que começou  em meados de março e dilacerou o país com uma velocidade devastadora.

A Índia registrou 295.041 casos de coronavírus e 2.023 mortes nesta quarta-feira (21), o maior aumento de casos e o maior aumento de mortes registrado em um único dia desde o início da pandemia, de acordo com uma contagem de números da CNN com dados do Ministério da Saúde indiano.

Cemitérios estão ficando sem espaço, hospitais estão recusando pacientes e famílias desesperadas imploram por ajuda nas redes sociais para conseguir camas e remédios.

"O volume é enorme", disse Jalil Parkar, um consultor pulmonar sênior do Hospital Lilavati em Mumbai, que teve que converter seu saguão em uma ala adicional para tratamento de pacientes com Covid-19. "É como um tsunami."

"As coisas estão fora de controle", disse Ramanan Laxminarayan, diretor do Centro de Dinâmica, Economia e Política de Doenças em Nova Delhi.

"Não há oxigênio. É difícil encontrar uma cama de hospital. É impossível fazer um teste. Você tem que esperar mais de uma semana. E quase todos os sistemas que podem falhar no sistema de saúde estão quebrados", disse ele.

(Esse texto é uma tradução. Para ler o original, em inglês, clique aqui)

Índia enfrenta aumento expressivo do número de casos e mortes por Covid-19
Foto: Reprodução/CNN Brasil (16.abr.2021)