O que as nações mais poluentes do mundo prometeram para a mudança climática

China, Índia, Estados Unidos e União Europeia propuseram ações na Cúpula do Clima

Renan de Souza, da CNN
23 de abril de 2021 às 00:58

As principais nações poluentes do mundo fizeram promessas de reduzir emissões entre 2030 e 2060 durante a Cúpula do Clima, nesta quinta-feira (22). 

A China, país que mais polui no mundo, já tinha prometido no Acordo de Paris reduzir 65% das emissões até 2030. Agora, Xi Jinping apresentou a proposta de neutralidade de carbono até 2060, e a redução do consumo de carvão até 2030 - o país é o maior consumidor de carvão do mundo.

A Índia, foi mais modesta: o primeiro-ministro anunciou uma agenda bilateral com os Estados Unidos para tratar de clima.

A União Europeia apresentou o objetivo de atingir a neutralidade climática até 2050 e a introdução do mercado de carbono - ou seja, as emissões de carbono no bloco terão que ser compradas.

Cúpula de Líderes sobre o Clima, convocada pelo presidente americano Joe Biden, reúne outros 39 líderes mundiais
Foto: Reprodução/CNN Brasil (22.abr.2021)

Os Estados Unidos apresentaram as metas mais ambiciosas de redução de emissões. O presidente Joe Biden quase dobrou as metas de redução de emissão em relação ao que Barack Obama prometeu durante o acordo do clima de Paris.