Covid-19: Ohio (EUA) vai sortear US$ 5 milhões em loteria para quem se vacinar

Estado também vai distribuir bolsas de estudo para jovens que se imunizarem

Por Theresa Waldrop, CNN
13 de maio de 2021 às 11:06
Profissional de saúde prepara dose de vacina contra o coronavírus
Profissional de saúde prepara dose de vacina contra o coronavírus
Foto: Alexandre Silva/FotoArena/Estadão Conteúdo

Nos Estados Unidos, enquanto a rede de cafeterias Krispy Kreme está oferecendo donuts de graça para pessoas que foram vacinadas contra Covid-19, o governador do estado americano de Ohio, Mike DeWine, está apostando dólares nesses donuts.

O estado doará milhões de dólares para vacinados e bolsas de estudo integrais para crianças vacinadas através de loterias.

O anúncio de DeWine foi recebido com uma chuva de elogios e urros de indignação nas redes sociais. Mas é apenas o mais recente e talvez o mais extremo dos esforços feitos por governos, empregadores ou equipes esportivas para motivar mais pessoas se vacinarem nos Estados Unidos.

Mas esses incentivos funcionarão?

Em teoria, sim, mostra uma pesquisa de opinião. Em uma pesquisa da fundação Kaiser Family, 47% das pessoas que dizem preferir "esperar para ver" antes de serem vacinadas disseram que receber folga remunerada do trabalho aumentaria a probabilidade de fazê-lo, e 39% disseram que receber de seu empregador um incentivo financeiro de 200 dólares funcionaria.

Evidências anedóticas também sugere que os incentivos podem ser eficazes, dependendo do tipo.

A americana Jessy Patterson não teve pressa em ser vacinada contra a Covid-19, disse ela. "Tenho muita sorte de não ter nenhuma comorbidade e só tenho 36 anos", disse Patterson, funcionária pública que trabalha como coordenadora de eventos e comunicações do Departamento de Parques e Recreação da cidade de Acworth, na Geórgia.

Então, o governo municipal ofereceu um vale-presente de US$ 200 para usar na rede de supermercados Walmart para seus funcionários que fossem vacinados, e a oferta veio com um limite de tempo - "Seja vacinado até a data de vencimento ou você não receberá o vale-presente", disse Patterson.

"Definitivamente me fez ir vacinar mais rápido do que eu iria se continuasse empurrando com a barriga", disse Patterson.

E para o empregador de Patterson, fazia sentido oferecer aquele vale-presente de US$ 200 como um incentivo para ser vacinado, disse a autoridade municipal Brian Bulthuis.

"Se alguém é vacinado, não fica doente. Isso nos economiza dinheiro", disse Bulthuis, porque eles não precisam se ausentar do trabalho.

Muitos outros empregadores aparentemente tomaram a mesma decisão, a maioria deles no início da campanha de vacinação.

Loteria de Ohio

No plano de Ohio, os vencedores de cinco loterias que serão organizadas pelo governo vão ganhar US$ 1 milhão cada um, equivalentes a cerca de R$ 25 milhões no total, se forem vacinados, disse o governador DeWine.

Para poder participar dos sorteios, os moradores de Ohio devem ter pelo menos 18 anos. Para jovens de 12 a 17 anos, sorteios separados serão realizados, e o vencedor de cada um deles receberá uma bolsa de estudos integral, disse DeWine.

“Eu sei que alguns de vocês agora estão balançando a cabeça e dizendo: 'Aquele Mike DeWine, ele é louco! Essa ideia de dar um milhão de dólares é um desperdício de dinheiro.' Mas, na verdade, o verdadeiro desperdício neste ponto da pandemia - quando a vacina está prontamente disponível para quem quiser tomar - o verdadeiro desperdício é perder mais uma vida para a Covid-19", disse DeWine.

A loteria foi projetada como uma "loteria de arrependimento", que é um tipo mais popular do que os sorteios mais comuns, disse George Loewenstein, professor de economia e psicologia da Carnegie Mellon University e codiretor do Centro de Pesquisa Comportamental e de Decisão.

Os participantes não decidem se vão participar ou não do sorteio, eles são simplesmente incluídos. Se vencerem, mas não atenderem às qualificações — neste caso, ter recebido a vacina —, muitas vezes se arrependem.

"Esses tipos de loterias são imensamente populares, muito mais populares do que as loterias tradicionais, porque as pessoas têm muito medo do arrependimento", disse Loewenstein.

"É muito inteligente", disse Loewenstein, "ambas as partes, a versão adulta e a versão infantil."

Vacinação nos EUA

Até a tarde desta quarta-feira (12), 46,4% da população americana havia recebido pelo menos uma dose da vacina e 35,4% estavam totalmente vacinados.

Mas a taxa de vacinação atingiu um pico de mais de 3 milhões de doses em abril. Agora, o entusiasmo parece estar diminuindo, de acordo com uma pesquisa da fundação Kaiser Family.

A porcentagem de pessoas que dizem que definitivamente não serão vacinadas ficou inalterada em relação a uma pesquisa anterior de 13%, enquanto a porcentagem de pessoas que só serão vacinadas se necessário caiu de 7% para 6%.

Texto traduzido, leia original em inglês aqui.