Pfizer e União Europeia anunciam doação de vacinas para nações mais pobres

Bloco doará ao menos 100 milhões de doses; farmacêutica se comprometeu a fornecer 1 bilhão em 2021

Reuters
21 de maio de 2021 às 11:21 | Atualizado 21 de maio de 2021 às 11:22
Doses da vacina Pfizer começaram a ser distribuídas no Brasil no início de maio
Doses da vacina da Pfizer
Foto: Divulgação/Ministério da Saúde

A União Europeia e as empresas Pfizer e BioNTech anunciaram nesta sexta-feira (21) a intenção de doar vacinas contra Covid-19 para nações mais pobres ainda neste ano. 

O bloco de países pretende doar ao menos 100 milhões de doses até o final de 2021, de acordo com uma declaração da presidente da Comissão Europeia, Ursula van der Leyen. 

Já as farmacêuticas se comprometeram a entregar 1 bilhão de doses da vacina desenvolvida em conjunto por elas neste ano, e outro bilhão em 2022. 

"A Pfizer e a BioNTech estão se comprometendo a entregar 2 bilhões de doses das nossas vacinas para Covid-19 para países de renda média e baixa ao longo dos próximos 18 meses", disse Albert Bourla, diretor-executivo da Pfizer em uma conferência global de saúde. 

As iniciativas buscam diminuir a desigualdade na distribuição dos imunizantes contra Covid-19. Até abril deste ano, dez países concentravam 60% das doses aplicadas em todo o mundo.