"Todos culparão uns aos outros" por colapso de prédio da Flórida, diz advogado

Leis locais tornam cada vez mais difícil responsabilizar as partes por defeitos de construção

Tom Hals, da Reuters
06 de julho de 2021 às 10:39
Parte de prédio que desabou em Surfside, Miami
Parte de prédio que desabou em Surfside, Miami
Foto: Michael Reaves/Getty Images

O desmoronamento de um condomínio perto da cidade norte-americana de Miami provocará anos de litígios, já que as vítimas e suas famílias procuram falhas na administração do edifício, assim como em engenheiros, arquitetos e outros, de acordo com especialistas legais.

O desastre se abateu sobre Surfside, na Flórida, no dia 24 de junho quando um grande projeto de reforma estava começando, mas a causa de uma das piores falhas de construção residencial dos Estados Unidos provavelmente teve muitos fatores no decorrer dos anos que contribuíram para tal desfecho.

"Sejam arquitetos, engenheiros ou prestadores de serviço que tiveram qualquer envolvimento neste prédio, analisaremos todos para responsabilizar cada uma das partes por sua negligência", disse Daniel Wagner, advogado imobiliário do sul da Flórida que não quis dizer se está representando alguém envolvido no desabamento.

Mas o processo será complicado pela troca de acusações e por uma tendência de anos recentes da lei da Flórida que torna cada vez mais difícil responsabilizar as partes por defeitos de construção, disseram advogados.

A responsabilização em desastres complexos com frequência é dividida entre os acusados, e uma certa porcentagem é atribuída a cada um, explicaram especialistas legais.

"Minha opinião profissional é que todos culparão uns aos outros", disse Wagner.

Na segunda-feira, o número de mortos subiu para 28, e ainda não se tem notícias de 117 pessoas.