EUA avaliam ajudar cubanos na retomada da internet 

Presidente norte-americano Joe Biden afirmou que estuda se o país tem condições técnicas de impedir as interrupções que ocorrem no serviço em Cuba

Heloisa Villela, da CNN, em Nova York 
16 de julho de 2021 às 00:04

Os Estados Unidos avaliam ajudar os cubanos na retomada do acesso a internet. Apesar dos indícios que o serviço voltou a funcionar em Cuba nesta quinta-feira (15), o presidente norte-americano Joe Biden afirmou que estuda se o país tem condições técnicas locais para impedir as interrupções que seguem acontecendo. 

O governador do estado da Flórida, Ron DeSantis, também disse na última quarta-feira (14) que pretende auxiliar o povo cubano nesta questão de alguma forma, seja com balões ou via satélite. A rede começou a sofrer instabilidades justamente durante após os protestos contra o governo do presidente Miguel Diaz-Canel.

Embargo

Biden também declarou que não tem intenção de flexiilizar o embargo econômico dos Estados Unidos a Cuba, como por exemplo, quanto a proibição de remessas de dólares de cubanos que moram no território norte-americano para o país. 

Segundo o líder, ele só permitiria novamente o envio de dinheiro se tivesse certeza que o governo cubano não tomaria parte do mesmo.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que estuda ajudar Cuba do próprio território norte-americano
Foto: Mikhail Svetlov/Getty Images

(Publicado por Nathallia Fonseca)