Passageiros sobrevivem após pouso forçado de avião na Sibéria

Avião russo havia desaparecido dos radares russos na manhã desta sexta-feira

Maxim Rodionov, da Reuters
16 de julho de 2021 às 11:27 | Atualizado 16 de julho de 2021 às 12:37
Avião russo consegue fazer pouso de emergência e 19 passageiros sobrevivem
Avião russo consegue fazer pouso de emergência e 19 passageiros sobrevivem
Foto: TASS via Getty Images

Todas as 19 pessoas a bordo do avião russo Antonov An-28 que desapareceu dos radares, na Sibéria, sobreviveram depois que a aeronave fez um pouso forçado nesta sexta-feira, informou o Ministério de Emergências.

O avião -- operado pela SiLA, uma pequena companhia aérea que oferece voos regionais na Sibéria -- desapareceu durante o voo da cidade de Kedrovy para a cidade de Tomsk. Mas a aeronave foi localizada depois que helicópteros foram enviados para procurá-la.

O ministério disse que todas as 19 pessoas a bordo sobreviveram e foram retiradas do local.

Avião havia desaparecido dos radares russos mais cedo
Foto: TASS via Getty Images

O acidente ocorreu menos de duas semanas depois de um avião similar, um Antonov An-26, cair em um penhasco em meio à baixa visibilidade na remota península de Kamchatka, no extremo leste da Rússia, matando todas as 28 pessoas a bordo.

Um Antonov-28, do mesmo tipo que desapareceu e foi posteriormente encontrado nesta sexta, atingiu uma floresta em Kamchatka em 2012, num acidente que matou 10 pessoas. Investigadores disseram que os dois pilotos estavam bêbados no momento do acidente.

Os padrões de segurança da aviação russa melhoraram nos últimos anos, mas acidentes, especialmente os que envolvem aviões antigos em regiões distantes, não são incomuns.