Jogos: Preocupada com radiação de Fukushima, equipe sul-coreana filtrará comida

Um porta-voz do Comitê Olímpico e Esportivo da Coreia afirmou que o órgão reservou um hotel perto da Vila Olímpica para preparar e entregar caixas de comida

Ju-min Park, da Reuters, em Tóquio
19 de julho de 2021 às 13:55 | Atualizado 19 de julho de 2021 às 14:03
Símbolo das Olimpíadas em Tóquio
Símbolo das Olimpíadas em Tóquio
Foto: Getty Images

 A equipe olímpica da Coreia do Sul preparará comida para seus atletas separadamente e filtrará ingredientes em busca de radiação durante a Olimpíada de Tóquio, afirmou uma autoridade nesta segunda-feira (19), mais um fator potencialmente irritante às relações entre Seul e Tóquio durante os Jogos.

A Coreia do Sul tem periodicamente irritado o Japão com medidas como a limitação de importação de frutos-do-mar japoneses, citando preocupações de segurança após o tsunami e o desastre nuclear de Fukushima em 2011. 

Um porta-voz do Comitê Olímpico e Esportivo da Coreia afirmou que o órgão reservou um hotel perto da Vila Olímpica para preparar e entregar caixas de comida aos atletas, acrescentando que o país conduz seu próprio programa de alimentação em todos os Jogos Olímpicos para ajudar seus atletas a se sentirem em casa.

As relações entre os vizinhos asiáticos, já em baixa entre conflitos por reivindicações territoriais e seu histórico de guerras, foram ainda mais prejudicadas nesta segunda-feira, quando Seul disse que o presidente Moon Jae-in não visitaria os Jogos, cuja cerimônia de abertura será na sexta-feira, para o que seria a primeira cúpula com o primeiro-ministro Yoshihide Suga.

A equipe sul-coreana, a pedido do Comitê Olímpico Internacional, removeu faixas com uma referência histórica à guerra do século 16 com o Japão das varandas de suas acomodações na Vila Olímpica.

"Olímpiada da recuperação"

O Japão havia inicialmente chamado os Jogos, adiados em um ano por causa da pandemia de Covid-19, de "Olimpíada da recuperação" da devastação de uma década atrás, incluindo a promoção da produção de Fukushima. 

Os organizadores dizem que essa comida será segura quando for servida nos Jogos.

A Organização Mundial de Saúde afirmou em 2016 que as autoridades japonesas monitoraram a contaminação da comida de perto e implementaram medidas de proteção para evitar a venda e distribuição de alimentos contaminados no Japão e fora do Japão.