Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Acordo de cooperação nuclear entre EUA e México entra em vigor

    Medida prevê transferência pacífica de material nuclear, equipamentos e informações conforme requisitos de não proliferação

    Andrés Manuel López Obrador (à esquerda) e Joe Biden (à direita)
    Andrés Manuel López Obrador (à esquerda) e Joe Biden (à direita) Getty Images

    Brendan O'Boyleda Reuters

    Um acordo bilateral sobre energia nuclear entre Estados Unidos e México entrou em vigor, disse o Departamento de Estado dos Estados Unidos nesta quarta-feira (3), acrescentando que irá aumentar a cooperação em segurança energética.

    O acordo é o “primeiro acordo bilateral para cooperação nuclear pacífica” entre os dois países, disse o departamento em comunicado.

    Conhecidos como 123 acordos, essas resoluções abrem caminho para questões delicadas, como a transferência pacífica de material nuclear, equipamentos e informações dos Estados Unidos conforme os requisitos de não proliferação.

    “Este acordo fortalecerá ainda mais a relação entre os EUA e o México e aprofundará nossa cooperação em segurança energética”, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price no Twitter.

    O México e os Estados Unidos assinaram o acordo em 2018, mas o Senado do México não deu sua aprovação até março.

    A concessionária de energia estatal mexicana, Comision Federal de Electricidad, tem uma usina nuclear operando dois reatores. O ministro da Energia, Rocio Nahle, descreveu a energia nuclear como “limpa, segura, constante e lucrativa”.

    O enviado climático da Casa Branca, John Kerry, viajou ao México na semana passada para discutir energia renovável com o presidente Andrés Manuel López Obrador, com foco em lítio, baterias e indústria automobilística.

    As conversas anteriores de cooperação no setor de energia se concentraram em reduzir drasticamente a queima de gás natural e as emissões de metano pela estatal petrolífera Pemex.