Acusados dos atentados do 11 de Setembro voltam a ser julgados em Guantánamo

Se condenados, os cinco acusados podem receber pena de morte

Heloisa Villelada CNN

em Nova York

Ouvir notícia

Às vésperas dos ataques de 11 de Setembro de 2001 completarem 20 anos, foi retomado o julgamento de cinco pessoas acusadas de planejar e executar os atos terroristas nos Estados Unidos. As audiências ocorrem na Baía de Guantánamo, em Cuba.

No grupo julgado, está Khalid Sheikh Mohammed, acusado de ser o principal conspirador do atentado em 2001. Ele foi preso em 2003 no Paquistão.

Depois, Mohammed passou três anos entre prisões secretas que a CIA mantinha fora dos Estados Unidos. Somente depois, foi levado para Guantánamo, onde confessou, após sofrer tortura, ter sido o arquiteto dos ataques.

Em função das circunstâncias da declaração, a Suprema Corte norte-americana questionou a confissão em 2008.

Além Mohammed, também serão julgados Walid Muhammad Salih Mubarak Bin ‘Attash, Ramzi Bin al-Shibh, Ali Abdul Aziz Ali e Mustafa Ahmed Adam al Hawsawi. Se condenados, os cinco podem receber a pena de morte.

A CNN Brasil terá uma programação especial no sábado, 11/09, ao vivo, a partir das 8h. Em transmissão simultânea com a CNN americana e com correspondentes espalhados pelos Estados Unidos, serão exibidas todas as homenagens às vítimas do atentado que completa 20 anos. Comandada pelo time de âncoras da CNN, a cobertura especial trará também convidados que irão analisar o contexto histórico, os desdobramentos e histórias de quem acompanhou o horror de perto.

Antes, na sexta-feira, dia 10/09 às 22h30, o CNN Nosso Mundo recebe Leandro Karnal, que traz um panorama do quanto esse fato mudou, não só os Estados Unidos, mas o mundo.

Mais Recentes da CNN