Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Agência da ONU diz que Israel está impedindo missões de ajuda ao norte de Gaza

    Relatório informou que Israel vetou pelo menos 27 das 81 missões que requerem coordenação no norte e no sul da Faixa

    Caminhões de ajuda humanitária chegam a depósito da ONU no centro da Faixa de Gaza
    Caminhões de ajuda humanitária chegam a depósito da ONU no centro da Faixa de Gaza Mohammed Salem/Reuters (27.out.23)

    Tim Listerda CNN

    Israel tem negado consistentemente comboios de ajuda ao norte de Gaza, de acordo com a agência da ONU para os refugiados palestinos (UNRWA). A escassez de alimentos é pior no norte de Gaza, onde Israel concentrou a sua ofensiva militar nos primeiros dias da guerra.

    As autoridades israelenses vetaram pelo menos 27 das 81 missões de ajuda que requerem coordenação no norte e no sul da faixa, entre 1 e 19 de abril, informou a UNRWA num relatório divulgado nesta terça-feira (23). A última vez que a UNRWA conseguiu entregar alimentos à área foi em 23 de janeiro.

    A agência israelense responsável pela inspeção dos comboios que entram em Gaza disse à CNN no início deste mês que estava “cooperando [no norte] com uma vasta gama de organizações humanitárias”, incluindo agências da ONU e atores regionais.

    Desde o início de abril, uma média de 186 camiões de ajuda entraram em Gaza por dia através das passagens terrestres de Kerem Shalom e Rafah, acrescentou a UNRWA. Até 8 de abril, a UNRWA afirmou ter entregue farinha a quase 400 mil famílias no sul de Gaza. Antes da guerra, cerca de 500 caminhões de abastecimento entravam diariamente no enclave palestino.

    As agências de direitos humanos alertaram repetidamente que as severas restrições de Israel à entrada de ajuda em Gaza significam que os suprimentos mal chegam à faixa.

    A UNRWA afirma que “houve muito pouca mudança significativa no volume de suprimentos humanitários que entram em Gaza ou na melhora do acesso ao norte”. As agências israelenses culparam frequentemente as Nações Unidas por não conseguirem distribuir ajuda dentro de Gaza, dizendo na semana passada que centenas de caminhões de ajuda estão acumulados em Kerem Shalom.