Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Americano preso por 2 anos no Afeganistão é libertado em troca de prisioneiros

    Veterano da Marinha de Illinois foi sequestrado em janeiro de 2020 enquanto fazia um contrato de construção no Afeganistão; Em troca, membro do Talibã preso nos EUA recebeu indulto

    Kylie Atwood,Ehsan PopalzaiAnneClaire StapletonDevan ColeJennifer Hanslerda CNN

    Mark Frerichs, um americano mantido em cativeiro no Afeganistão por mais de dois anos, foi libertado em uma troca de prisioneiros, confirmou um oficial do governo Biden na segunda-feira (19).

    “Trazer Mark para casa tem sido uma prioridade para o presidente Biden e sua equipe de segurança nacional”, disse o funcionário.

    Haji Bashir Noorzai, um membro proeminente do Talibã, que estava preso nos EUA por acusações de tráfico de drogas por 17 anos, recebeu indulto como parte do acordo, segundo o oficial.

    Frerichs, um veterano da Marinha de Illinois, foi sequestrado no final de janeiro de 2020 enquanto fazia um contrato de construção no Afeganistão. Acredita-se que ele esteja detido pela rede Haqqani, que é uma facção do Talibã. Ele estava desaparecido por cerca de um mês antes de os EUA assinarem um acordo de paz com o Talibã.

    Frerichs conseguiu entrar sozinho na aeronave, disse uma fonte familiarizada com o assunto, e suas condições física e mental parecem boas. Ele está atualmente em Doha, no Catar.

    A família de Frerichs elogiou Biden por garantir sua libertação, com sua irmã, Charlene Cakora, dizendo em um comunicado: “havia algumas pessoas argumentando contra o acordo que trouxe Mark para casa, mas o presidente Biden fez o que era certo. Ele salvou a vida de um inocente veterano americano”.

    “Estou tão feliz em saber que meu irmão está seguro e a caminho de casa para nós. Nossa família rezou por isso todos os dias dos mais de 31 meses em que ele foi refém”, disse Cakora. “Nós nunca perdemos a esperança de que ele sobrevivesse e voltasse para casa em segurança para nós.”

    No início deste ano, o The New Yorker publicou um vídeo de Frerichs pedindo sua libertação – a primeira vez que o nativo de Illinois foi visto em anos.

    “Esperei pacientemente minha libertação”, diz Frerichs no breve vídeo, que ele diz estar sendo gravado em 28 de novembro de 2021.

    Desde o sequestro de seu irmão, Cakora pediu ao governo dos EUA que fizesse mais para garantir sua libertação, aumentando essas ligações antes da retirada dos EUA do Afeganistão em 2021.

    No início deste ano, o governo Biden garantiu a libertação do reservista naval afegão-americano Safi Rauf e seu irmão Anees Khalil, um portador de green card dos EUA, que estava detido pelo Talibã desde dezembro.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original