Ataque em Paris deixa 2 feridos perto do antigo escritório do ‘Charlie Hebdo’

As autoridades pedem que a população evite a região; dois suspeitos foram presos

Ouvir notícia

Ao menos duas pessoas ficaram feridas em um ataque a faca em Paris nesta sexta-feira (25), perto do antigo escritório do jornal satírico Charlie Hebdo. Inicialmente, a polícia havia falado em quatro feridos, mas atualizou a informação. Nenhuma das vítimas, ambas jornalistas, corre risco de morrer.

A informação foi confirmada pelo primeiro-ministro francês, Jean Castex. As autoridades pedem que a população evite a região.

Dois suspeitos foram presos. De acordo com a rádio Europe 1, um deles é cidadão do Paquistão. O Departamento Antiterrorismo da França foi acionado para investigar o caso.

Assista e leia também: 
Jornal francês Charlie Hebdo é ameaçado novamente; imprensa do país se mobiliza
Charlie Hebdo republica caricaturas polêmicas que motivaram atentados de 2015

Operação policial perto da antiga redação do Charlie Hebdo, em Paris
Operação policial perto da antiga redação do Charlie Hebdo, em Paris
Foto: Gonzalo Fuentes – 25.set.2020 / Reuters

A área onde aconteceu o ataque foi isolada. Uma lâmina e um pacote suspeito foram encontrados no local, segundo os policiais. Pouco depois, eles afirmaram que não havia nenhum artigo explosivo dentro da embalagem. 

“Eu estava no meu escritório quando ouvi gritos na rua. Olhei pela janela e vi uma mulher no chão que tinha levado um golpe no rosto com o que talvez fosse um facão”, contou uma testemunha à Europe 1

A ação aconteceu três semanas depois que 14 pessoas suspeitas de ligação com militantes islâmicos que conduziram os atentados terroristas à sede do Charlie Hebdo em janeiro de 2015, deixando mais de 10 vítimas, foram a julgamento na capital francesa.

O tribunal ouviu que eles tinham a intenção de vingar o Profeta Maomé, após o jornal publicar charges polêmicas sobre a religião muçulmana..

(Com Reuters)

Equipes de segurança no local do ataque próximo ao jornal Charlie Hebdo, em Pari
Equipes de segurança no local do ataque próximo ao jornal Charlie Hebdo, em Paris
Foto: Reprodução – 25.set.2020 / CNN 

Mais Recentes da CNN