Ativistas do clima bloqueiam praça de Paris em protesto contra escolhas eleitorais

Manifestantes criticam programas ambientais apresentados pelos candidatos à presidência da França

Emissões de gases afetam o meio ambiente e impactam diretamente nas mudanças climáticas.
Emissões de gases afetam o meio ambiente e impactam diretamente nas mudanças climáticas. Foto: SD-Pictures/Pixabay

Marco Trujilloda Reuters

Ouvir notícia

Ativistas das mudanças climáticas forçaram o fechamento de uma praça principal no centro de Paris neste sábado (16) para protestar contra os programas ambientais apresentados pelos candidatos presidenciais da França.

A Extinction Rebellion (XR) havia dito em seu site que planejava bloquear um importante local parisiense para interromper o ciclo eleitoral e sua atitude de “negócios como sempre”.

Embora o custo de vida seja o principal tema das eleições, as políticas de energia estão intimamente ligadas a isso, e Emmanuel Macron e sua adversária de extrema-direita Marine Le Pen apresentaram políticas muito diferentes no setor de energias renováveis ​​em particular.

“Estamos bloqueando esta praça de Paris para nos rebelarmos contra alternativas que não temos. Esta eleição não nos deixa escolha entre um candidato de extrema-direita com ideias repugnantes […] e um candidato que durante cinco anos deixou de lado a questão ecológica e mentiu”, disse à Reuters Lou, 26 anos, professor de história, que se juntou ao movimento Extinction Rebellion há dois anos.

Centenas de pessoas se reuniram no 9º distrito de Paris brandindo faixas contra os candidatos, cantando slogans como “sua inação leva à nossa rebelião”, ou deitadas no chão em protesto.

A apenas oito dias do segundo turno que determinará quem liderará a segunda maior economia da União Europeia nos próximos cinco anos, pesquisas mostram que o presidente centrista está um pouco à frente de seu rival de extrema-direita, mas a disputa promete ser acirrada.

Mais Recentes da CNN