Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Autoridades da África do Sul investigam mortes de 21 jovens em bar

    Durante o final de semana, adolescentes foram encontrados mortos em uma taverna na costa leste do país; investigação aponta causa por algo que comeram, beberam ou fumaram

    Exterior do bar onde 21 jovens morreram na África do Sul. Local foi isolado pelas autoridades.
    Exterior do bar onde 21 jovens morreram na África do Sul. Local foi isolado pelas autoridades. Reuters

    Wendell Roelfda Reuters

    na África do Sul

    Ouvir notícia

    Autoridades da África do Sul investigam o caso em que 21 jovens foram encontrados mortos em uma taverna na costa leste do país neste fim de semana.

    Nesta segunda-feira (27), os responsáveis pela investigação afirmaram que os jovens provavelmente foram mortos por algo que comeram, beberam ou fumaram.

    Foi descartada a possibilidade anteriormente discutida de que as mortes teriam acontecida em um possível pisoteamento durante uma debandada do bar.

    Inicialmente a polícia sul-africana indicou que 22 tinham morrido neste caso, mas o número foi revisado para 21 posteriormente.

    As mortes ainda inexplicáveis ​​dos adolescentes, alguns dos quais comemoravam o fim das provas escolares e outros uma festa de aniversário, trouxeram uma onda de tristeza e chocaram uma nação acostumada a acidentes ligados a uma cultura de consumo excessivo de álcool.

    “Ou é algo que eles ingeriram que indicará envenenamento, seja comida ou bebida, ou é algo que eles inalaram”, disse Unathi Binqose, porta-voz do departamento provincial de segurança comunitária de Cabo Oriental, por telefone nesta segunda-feira.

    Ele disse que os cachimbos de narguilé eram visíveis nas imagens do local.

    “Estamos descartando completamente uma debandada”, acrescentou, depois que as primeiras reportagens da mídia sugeriram que essa poderia ser uma possível causa das mortes.

    O porta-voz da polícia de Cabo Oriental, Tembinkosi Kinana, disse à Reuters que a mais jovem das vítimas era uma menina de 13 anos.

    Dirigindo-se a uma multidão do lado de fora de um necrotério na cidade de East London neste domingo, um emocionado ministro Bheki Cele teve que parar de falar quando começou a chorar, provocando um coro de gritos entre sua plateia.

    Imagens que circulam nas redes sociais desde domingo, ainda não verificadas pelas autoridades, mostravam os corpos de jovens espalhados pelo chão da taverna, alguns também vistos imóveis em mesas e sofás.

    Espera-se que as autoridades produzam um relatório toxicológico como parte da investigação.

    O presidente Cyril Ramaphosa disse no domingo que estava preocupado com as circunstâncias em que os jovens, pelo menos alguns com menos de 18 anos, foram autorizados a se reunir na taverna. É ilegal servir bebidas a menores de 18 anos na África do Sul.

    A taverna em questão teve sua licença de bebidas revogada na segunda-feira, disse Mgwebi Msiya, porta-voz do Conselho de Bebidas de Cabo Oriental.

    “Estamos a caminho da taverna agora para atendê-los com essa carta de suspensão. Queremos que parem de negociar imediatamente”, disse ele.

    Mais Recentes da CNN