Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bebê mamute congelado é encontrado no Canadá

    Animal teria vivido há mais de 30 mil anos, durante era do gelo

    Ilustração de mamute da estepe que antecederam o mamute lanoso
    Ilustração de mamute da estepe que antecederam o mamute lanoso Beth Zaiken/Centre for Palaeogenetics

    Renata Souzada CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    Mineradores canadenses fizeram uma descoberta para lá de especial nesta semana: o filhote de mamute lanoso mumificado “mais completo” da América do Norte, identificado em um campo de ouro no território de Yukon, no Canadá, segundo anunciaram as autoridades na última sexta-feira (25).

    Na terça-feira (21), o governo de Yukon e a Primeira Nação de Tr’ondek Hwech’in relataram que os trabalhadores haviam encontrado o animal congelado e “quase completo” enquanto escavavam a região.

    As informações iniciais indicam que o mamute seja uma fêmea, tendo o mesmo tamanho de um outro filhote, de 42 mil anos de idade, descoberto na Sibéria em 2007. Os geólogos acreditam que o animal encontrado desta vez morreu e congelou há mais de 30 mil anos.

    “Como paleontólogo da era do gelo, foi um dos meus sonhos de vida ficar cara a cara com um mamute lanoso real. Esse sonho se tornou realidade hoje”, disse Grant Zazula. “Nun cho ga é linda e um dos mais incríveis animais mumificados da era do gelo já descobertos no mundo. Estou animado para conhecê-la mais.”

    “Nun cho ga” é o nome dado por anciãos de Tr’ondek Hwech’in ao fóssil descoberto. Na língua Han, o nome significa “grande bebê animal.

    “O Yukon sempre foi um líder de renome internacional para a pesquisa da era do gelo e da Beringia. Estamos entusiasmados com esta descoberta significativa de um filhote de mamute lanudo mumificado: Nun cho ga”, disse o ministro do Turismo e Cultura Ranj Pillai.

     

    *Com informações da CNN Newsource

    Mais Recentes da CNN