Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Boeing 737-800 da japonesa ANA retorna a aeroporto por rachadura na janela

    Não houve feridos entre os 59 passageiros e os seis tripulantes a bordo.

    Logo da companhia aérea japonesa ANA no aeroporto internacional de Tóquio
    Logo da companhia aérea japonesa ANA no aeroporto internacional de Tóquio REUTERS/Kim Kyung-Hoon

    Kantaro Komiyada Reuters

    Um voo doméstico da companhia aérea japonesa All Nippon Airways (ANA) retornou ao aeroporto do qual havia decolado neste sábado (13), após encontrarem rachadura na janela da cabine da aeronave Boeing 737-800 em pleno ar, disse um porta-voz da empresa.

    O voo 1182 dirigia-se para o aeroporto de Toyama, mas voltou para o aeroporto Sapporo-New Chitose, depois que a rachadura foi encontrada na parte externa das quatro camadas de janelas em torno da cabine, disse o porta-voz, acrescentando que não houve ferimentos entre os 59 passageiros e os seis tripulantes a bordo.

    O avião não era um das aeronaves 737 MAX 9 da Boeing. Essas foram colocadas nos holofotes após um pedaço da fuselagem da aeronave se soltar em pleno voo em um jato da Alaska Airlines na semana passada.

    “A rachadura não afetou o controle ou a pressurização do voo”, disse o porta-voz da ANA.

    A reguladora de aviação dos EUA estendeu na sexta-feira (12) o bloqueio aos aviões 737 MAX 9 da Boeing indefinidamente para novas checagens de segurança e anunciou que reforçará a supervisão da própria Boeing.