Boris Johnson busca unir partido após sobreviver a teste de liderança

Johnson agradeceu aos ministros pelo apoio e apelou por reformas para reduzir custos para consumidores, empresas e governo

Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, durante reunião de gabinete na residência oficial de Downing Street, em Londres
Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, durante reunião de gabinete na residência oficial de Downing Street, em Londres 07/06/2022 Ian Vogler/Pool via REUTERS

William Jamesda Reuters

Em Londres

Ouvir notícia

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, buscou fortalecer sua liderança nesta terça-feira (7) ao apresentar uma série de novas políticas aos ministros depois que sobreviveu por pouco a um voto de confiança que revelou a escala da ameaça à sua posição.

Johnson ganhou a votação convocada pelos parlamentares do Partido Conservador na noite de segunda-feira por 211 votos a 148 — o suficiente para evitar ter que renunciar imediatamente, mas uma rebelião maior do que o previsto dentro de seu partido, que o deixa ferido e lutando para reconquistar a confiança de seus colegas e da população em geral.

Seu primeiro desafio é convencer os aliados mais importantes, alguns dos quais provavelmente concorreriam para substituí-lo se ele fosse forçado a sair, de que será capaz de deixar de lado as questões sobre sua liderança.

Johnson agradeceu aos ministros pelo apoio e apelou por reformas para reduzir custos para consumidores, empresas e governo.

“Agora podemos traçar uma linha nas questões sobre as quais nossos oponentes querem falar, e podemos continuar falando sobre o que acho que as pessoas neste país querem que façamos”, disse Johnson ao seu gabinete em declarações televisionadas.

Os parlamentares do partido de Johnson convocaram o voto de confiança após meses de escândalos sobre festas que violaram o lockdown da Covid-19 no coração do governo e críticas à sua resposta a um aumento no custo de vida alimentado pela inflação.

Em questão está a integridade de Johnson. Seus oponentes o acusam de mentir e ele enfrenta uma investigação sobre se enganou o Parlamento em suas explicações sobre a série de festas realizadas em Downing Street –gabinete e residência oficial do premiê — enquanto os britânicos seguiam regras rígidas durante a pandemia.

A polícia o multou por uma dessas reuniões.

O gabinete de Johnson disse que ele usaria a reunião ministerial para definir sua visão para as próximas semanas, incluindo novas políticas para reduzir o custo dos cuidados infantis e ajudar mais pessoas a comprar suas próprias casas.

O primeiro-ministro planeja um discurso sobre habitação esta semana, um sobre economia na próxima semana e o governo programa enviar um primeiro grupo de requerentes de asilo para Ruanda em 14 de junho, enquanto ele busca superar o voto de confiança, disse uma fonte do Partido Conservador.

Mais Recentes da CNN