Boris Johnson pede que forças palestinas e israelenses ajam com moderação

O estado de Israel realizou centenas de ataques aéreos em Gaza nesta quarta-feira (12) e militantes palestinos retribuíram com vários disparos de foguetes

Reuters

Ouvir notícia

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, pediu na quarta-feira que Israel e os palestinos se afastem do limite e que ambos os lados mostrem moderação.

“O Reino Unido está profundamente preocupado com a crescente violência e vítimas civis e queremos ver uma diminuição urgente das tensões”, disse Johnson no Twitter. 

O estado de Israel realizou centenas de ataques aéreos em Gaza nesta quarta-feira (12) e militantes palestinos retribuíram com vários disparos de foguetes em Tel Aviv e na cidade de Beersheba, no sul, em meio às hostilidades mais intensas da região em anos.

Pelo menos 43 pessoas foram mortas em Gaza desde a escalada da violência na segunda-feira (10), de acordo com o ministério da saúde do enclave. Seis pessoas foram mortas em Israel, disseram autoridades médicas.

Em Gaza, um prédio residencial de vários andares desabou depois que Israel avisou seus ocupantes com antecedência para evacuarem, e outro foi fortemente danificado, após serem atingidos pelos ataques aéreos.

Israel disse que seus aviões de guerra alvejaram e mataram vários líderes de inteligência do grupo islâmico Hamas na manhã de quarta-feira. Outros ataques atingiram o que os militares disseram ser locais de lançamento de foguetes, escritórios do Hamas e casas de líderes do Hamas.

A ofensiva mais pesada entre Israel e o Hamas desde a guerra de 2014 no enclave governado pelo Hamas aumentou a preocupação internacional de que a situação poderia sair de controle.

Mais Recentes da CNN