Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Calor extremo no México deixa ao menos 7 mortos

    Altas temperaturas também causaram apagões no país

    Pessoas se protegem com guarda-chuvas durante altas temperaturas na Cidade do México, México
    Pessoas se protegem com guarda-chuvas durante altas temperaturas na Cidade do México, México 09/05/2024REUTERS/Henry Romero

    Ivonne Valdésda CNN

    A segunda onda de calor da temporada no México terminou nesta segunda-feira (13), depois de 10 dias, mas são previstas temperaturas máximas superiores a 45 graus Celsius no sul e sudeste do país, informou o Serviço Meteorológico Nacional (SMN).

    Temperaturas máximas de 35 a 40 graus serão registradas em Baja Califórnia, Coahuila, Colima, Durango, sudoeste do estado do México, Guanajuato, Jalisco, Nayarit, Querétaro, Sinaloa e Sonora, acrescentou o SMN em um comunicado. Enquanto para Aguascalientes, Baja Califórnia Sur, Chihuahua, Cidade do México, Tlaxcala e Zacatecas são previstas temperaturas máximas de 30 a 35 graus.

    O SMN pediu aos cidadãos para que evitem a exposição ao sol e se hidratem adequadamente.

    Impactos sobre a saúde

    Desde o início da temporada de calor em março, a Secretaria de Saúde registrou sete mortes e mais de 300 casos de prejuízos à saúde por causa do calor extremo.

    No período de 24 de abril a 4 de maio, três mortes e 73 afetados pelos efeitos nocivos do calor foram registrados.

    Conforme detalhou o relatório da Secretaria de Saúde da semana epidemiológica, “100% das mortes correspondem a golpe de calor” – uma emergência médica que envolve o aumento da temperatura corporal para além de 40 graus Celsius. As mortes ocorreram em Chiapas (1), Oaxaca (2) e Tabasco (4).

    Durante o mesmo período em 2023, nenhuma morte relacionada ao calor foi registrada.

    Este conteúdo foi criado originalmente em espanhol.

    versão original