Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Campo de refugiados está em ruínas após ataque de Israel, dizem autoridades

    Apesar de saída de tropas, autoridades de Gaza alertam que moradores não devem retornar à região

    Palestinos caminham em meio a casas destruídas no campo de refugiados de Jabalia. no norte da Faixa de Gaza
    Palestinos caminham em meio a casas destruídas no campo de refugiados de Jabalia. no norte da Faixa de Gaza 22/02/2024 REUTERS/Mahmoud Issa

    Ibrahim DahmanKareem KhadderSarah El Sirganyda CNN em Jerusalém

    Imagens do centro e do oeste de Jabalia, após a retirada das tropas israelenses, mostram uma destruição generalizada. Enquanto isso, as autoridades do norte de Gaza alertam os moradores para que não retornem para a região atingida.

    As ruas estão cobertas de escombros, a maioria dos prédios desabou ou foram destruídos, e a sede e a escola da UNRWA, que estavam sendo usadas como abrigos pelos moradores de Gaza deslocados, foram queimadas.

    Pessoas que tentaram entrar na área foram vistas sendo atingidas e feridas por drones.

    Na manhã de quinta-feira (30), as autoridades do norte de Gaza pediram aos moradores que não voltassem para suas casas e abrigos após a “notícia da saída das forças de ocupação do campo de Jabalia”.

    O Comitê de Emergência da Governadoria do Norte emitiu um alerta na manhã desta quinta-feira (30), pedindo que “os cidadãos sejam pacientes e não retornem”, pois “ainda há alguns vestígios perigosos” das tropas israelenses.

    O diretor de operações da Defesa Civil de Gaza Norte, Mahdi Abu Amsha, disse à CNN que viu “destruição maciça” e “encontrou corpos nas estradas e embaixo de prédios”, descrevendo as cenas como um “ato de vingança”.

    Ele acrescentou que “os bombardeios continuam nessas áreas”.

    Um jornalista local também disse que os militares israelenses se retiraram do centro e do oeste do campo de Jabalia, mas permaneceram nas áreas norte e leste.

    A IDF disse à CNN que “não pode fornecer informações sobre a localização de nossas forças”. Em uma declaração na manhã de quinta-feira (30), a IDF disse que suas “tropas continuam a operar contra a infraestrutura e os agentes terroristas na área de Jabalia, no norte de Gaza”.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original