Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Caso de mulher que levou morto para sacar empréstimo é destaque na imprensa mundial

    Notícia é uma das mais lidas nos jornais The Guardian, do Reino Unido, e Washington Post, dos Estados Unidos

    Tiago Tortellada CNN

    O caso de uma mulher que levou um cadáver em uma cadeira de rodas ao banco para tentar sacar empréstimo de R$ 17 mil no Rio de Janeiro é destaque na imprensa internacional.

    O assunto é um dos mais lidos no jornal The Guardian, do Reino Unido, e no Washington Post, dos Estados Unidos, por exemplo.

    A rede Al Jazeera, do Catar, deu destaque ao vídeo do momento em que a mulher, identificada como Érika de Souza Vieira, tenta falar com o idoso, já morto, para que assinasse um papel para o empréstimo.

    O caso inusitado também foi veiculado no jornal RT, da Rússia, e no El Comercio, do Peru. Já o Guardian destacou no título: “Ela sabia que ele estava morto”.

    Veja na galeria acima as manchetes internacionais sobre o caso.

    Entenda o caso

    Uma mulher, identificada como Érika de Souza Vieira, foi detida na tarde de terça-feira (16) pela Polícia Civil do Rio de Janeiro depois de levar um parente que estava morto para fazer o saque de R$ 17 mil relacionado a um empréstimo bancário.

    Vídeo mostrando a mulher carregando o suposto tio em uma cadeira de rodas, tentando fazer ele assinar um documento para concretizar o saque, viralizaram nas redes sociais.

    Os funcionários da agência bancária, ao desconfiarem do estado de saúde do homem, passaram a filmar a cena.

    Nas imagens, a mulher simula uma conversa com o tio e tenta, sem sucesso, fazer o parente segurar a caneta. “Se o senhor não assinar, não tem como, eu não posso assinar pelo senhor”.

    Saiba mais detalhes desta história através desta matéria.

    *com informações de Marcos Guedes, Isabelle Saleme, Bianca Camargo e Rachel Amorim, da CNN