Chanceler da Áustria renuncia depois de investigação por corrupção

Sebastian Kurz se afasta do governo mas deve permanecer na liderança de seu partido

François Murphyda Reuters

Ouvir notícia

O chanceler da Áustria, Sebastian Kurz, disse neste sábado (5) que está renunciando ao cargo depois de ser investigado por suspeita de crimes de corrupção.

Kurz afirmou em um comunicado que propõe que o ministro das Relações Exteriores, Alexander Schallenberg, um diplomata de carreira, seja o seu sucessor.

Ele planeja, porém, permanecer como líder de seu partido conservador e também assumir a liderança da legenda no parlamento.

O líder do partido Verdes, que compõe a coalizão governista, indicou que ficou satisfeito com a renúncia de Kurz e que o trabalho da aliança poderia continuar.

“Acredito que este seja o passo certo para o trabalho futuro do governo”, disse o líder dos Verdes e vice-chanceler Werner Kogler em um comunicado.

Ele acrescentou que teve uma relação de trabalho “muito construtiva” com o ministro Schallenberg, que Kurz propôs como sucessor.

Mais Recentes da CNN