Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    China não pode impedir líderes mundiais de viajar a Taiwan, diz Pelosi

    Tensão entre o país asiático e os EUA aumentou após a presidente da Câmara norte-americana viajar até a ilha autogovernada, reivindicada por Pequim

    Presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi.
    Presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi. 29/07/2022 REUTERS/Jonathan Ernst

    Doina ChiacuRami Ayyubda Reuters

    em Washington

    A China não pode impedir que líderes mundiais viajem para Taiwan, afirmou a presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, nesta quarta-feira (3), após concluir uma visita à ilha autogovernada.

    “Infelizmente, Taiwan foi impedida de participar de reuniões globais, mais recentemente da Organização Mundial da Saúde, por causa de objeções do Partido Comunista Chinês”, apontou Pelosi em comunicado.

    “Embora possam impedir Taiwan de enviar seus líderes a fóruns globais, não podem impedir que líderes mundiais ou qualquer pessoa viaje a Taiwan para homenagear sua florescente democracia, destacar seus muitos sucessos e reafirmar nosso compromisso com a colaboração contínua”.

    Assim que a possibilidade de Pelosi visitar Taiwan foi levantada, Xi Jinping aproveitou para fazer um alerta ao presidente dos EUA, Joe Biden: “Se brincar com fogo, vai se queimar”. 

    “Espero que o lado dos EUA possa ver isso claramente”, acrescentou. A China se opõe firmemente à independência de Taiwan e à interferência de forças externas no território, disse Xi na ocasião.

    Em resposta à viagem da presidente da Câmara, a China convocou o embaixador dos EUA em Pequim e interrompeu várias importações agrícolas de Taiwan.

    O porta-voz do gabinete de Taiwan, Lo Ping-cheng, disse em uma coletiva de imprensa que as autoridades aumentaram a segurança nas principais infraestruturas, incluindo usinas de energia e aeroportos, e elevaram o nível de alerta de segurança cibernética nos escritórios do governo.

    Pelosi chegou a Taiwan na terça-feira (2) e partiu nesta quarta depois de prometer solidariedade a Taiwan e saudar sua democracia.

    Confira o mapa da região:

    Arte: Equipe CNN Brasil