Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Cientistas nomeiam nova espécie de árvore em homenagem a Leonardo DiCaprio

    A Uvariopsis dicaprio foi encontrada na floresta de Ebo, em Camarões

    Leonardo DiCaprio
    Leonardo DiCaprio Kevork Djansezian/Getty Images for Turner

    Luana Franzãoda CNN*

    São Paulo

    O ator Leonardo DiCaprio recebeu uma homenagem curiosa, anunciada pelo Jardim Botânico Kew nesta quinta-feira (6). Além de ser um astro do cinema, ele também é famoso por sua atuação como ambientalista – fato que lhe rendeu ter uma árvore com seu nome.

    Os cientistas do Jardim Botânico Kew, um dos maiores da Inglaterra, e do Herbário Nacional de Camarões, batizaram uma nova espécie de árvore como Uvariopsis dicaprio. A planta foi encontrada na floresta tropical de Ebo, em Camarões, é da mesma família do ylang-ylang, possui quatro metros de altura e mostra folhas amarelas em seu tronco.

    A escolha do nome se deu devido ao apoio de DiCaprio à campanha pela revogação de uma concessão para a exploração de madeira na floresta de Ebo, em fevereiro de 2020. A concessão acabou sendo cancelada em abril de 2020, pelo presidente do país.

    A Uvariopsis dicaprio é da mesma família da ylang-ylang / Kew Gardens

    A floresta de Ebo é uma das maiores florestas tropicais preservadas do mundo, que, de acordo com os especialistas, “era relativamente desconhecida pela ciência botânica”. Atualmente, cientistas de todo o mundo trabalham na catalogação e pesquisa das espécies locais.

    A Uvariopsis dicaprio é a primeira adição à lista de novas descobertas do Kew em 2022, também publicada na revista científica Peer J. Ela já foi adicionada à lista de espécies em risco crítico de extinção, pois ocorre apenas em um local muito específico, que não é protegido da exploração de madeira, transformação em plantações e mineração.

    A atuação em questões ambientais de Leonardo DiCaprio ganhou notoriedade nos últimos anos, inclusive no Brasil, devido a trocas de farpas com o presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre a preservação da Amazônia.

    Em 2019, o ator teceu críticas às queimadas na floresta. Investigações policiais na época exploravam a possibilidade de alguns focos de incêndio terem sido causados propositalmente por brigadistas do Pará para vender imagens em troca de doações.

    DiCaprio havia doado uma quantia, que não teve nenhuma ligação comprovada com a investigação, para a ONG WWF, de proteção ambiental.

    Durante live, Bolsonaro acusou o ator de ter doado dinheiro para incêndios criminosos na floresta amazônica. O ator negou o envolvimento e criticou, em nota, o posicionamento do líder.

    Leonardo DiCaprio já usou o Twitter para impulsionar campanhas que questionavam entidades que lucram com políticas ambientais de pouca efetividade na Amazônia, usando a hashtag “#DefundBolsonaro (“Tire o financiamento de Bolsonaro”)”.

    No início de 2021, quando o democrata Joe Biden assumiu a presidência nos Estados Unidos, DiCaprio, juntamente com diversos artistas americanos e brasileiros, enviou uma carta pedindo que o novo líder não compactuasse com Bolsonaro e suas políticas ambientais, que considera prejudiciais à preservação da Amazônia.

    *Sob supervisão de Rafaela Lara