Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNSeg fecha acordo na COP28 para desenvolver seguro climático para infraestruturas urbanas

    Cidades brasileiras podem receber suporte das seguradoras em caso de desastres climáticos

    Bandeiras na COP28 em Dubai
    Bandeiras na COP28 em Dubai 3/12/2023 REUTERS/Amr Alfliky

    Da CNN

    A Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg) assinou um termo de cooperação com a ICLEI (sigla da ONG Governos Locais pela Sustentabilidade) para desenvolver um novo seguro para infraestruturas urbanas em caso de desastres climáticos.

    A assinatura do convênio foi feita durante a COP28, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, pelo presidente da CNseg, Dyogo Oliveira, e o secretário executivo do ICLEI América do Sul, Rodrigo Perpétuo.

    Oliveira disse à CNN que esse seguro vai cobrir “danos causados a infraestruturas municipais como estradas, ruas, pontes, escolas e hospitais que sejam afetadas por eventos climáticos”.

    Segundo ele, esse tipo de cobertura já existe em outros países, mas é inédito no Brasil. Por isso, é importante o convênio com a ICLEi, uma associação mundial de governos locais e subnacionais dedicada ao desenvolvimento sustentável.

    “Nós fechamos o acordo com ICLEI para desenvolver toda a parte técnica, toda a parte regulatória e para oferecer treinamento para as equipes das seguradoras, de modo que a seguradoras comecem a ofertar esse produto rapidamente”, disse o presidente da CNSeg.

    Dyogo Oliveira disse ainda que “esse acordo vai oferecer para as primeiras cidades que vão participar desse processo de desenvolvimento e discussão do produto, uma verba, um subsídio, do KfW, o banco de desenvolvimento da Alemanha. Com isso, essas primeiras cidades vão ter o custo do seguro reduzido com essa contribuição do banco”.

    Oliveira lembra que este ”é um produto relevante já que 1.700 municípios brasileiros tiveram incidentes climáticos nos últimos 10 anos. E o município, quando tem esse tipo de problema, ele não tem orçamento para recuperar aquela aquela região afetada. Ele depende de transferências do estado ou do governo federal. Depois a implementação disso é muito demorada, porque depende de licitação de compra pública, todo um processo administrativo que demora. Esse tipo de seguro dá muito mais agilidade. A recuperação vai ser muito mais rápida e com muito mais qualidade”.

    O acordo, chamado de “Mecanismo de Seguro para Infraestruturas Urbanas”, visa facilitar a tomada de decisão na gestão de risco de desastres nas localidades atingidas por algum incidente meteorológico, além de fortalecer a resiliência financeira das cidades a desastres.

    A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) congrega as empresas que compõem o setor, reunidas em suas quatro Federações (FenSeg, FenaPrevi, FenaSaúde e FenaCap).