Colômbia registra atos pacíficos em 9º dia de manifestações contra o governo

População foi às ruas após anúncio de reforma tributária, cancelada pelo presidente do país

Pablo Relly, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A Colômbia registrou o nono dia de protestos por causa da reforma tributária anunciada pelo presidente Iván Duque.

Em Bogotá, um grupo de centenas de manifestantes, a maioria jovens, bloqueou uma estrada principal no norte da cidade. Pequenos grupos de manifestantes também marcharam em Medellín, mas se dissiparam em meio a fortes chuvas.

Apesar da redução na tensão, os protestos interromperam o fornecimento de gasolina em todo o país, segundo a Federação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis e Energia.

Os protestos foram originalmente convocados em oposição a um plano de reforma tributária, que foi cancelado. Os manifestantes ampliaram as demandas e pedem ação do governo para combater a pobreza, violência policial e  desigualdades nos sistemas de saúde e educação.

As passeatas no país foram marcadas pela violência desde que começaram. 24 pessoas morreram, a maioria manifestantes, o que levou organizações internacionais a alertarem contra o uso excessivo da força pela polícia.

Manifestantes voltam às ruas pelo 9º dia consecutivo de protestos na Colômbia
Manifestantes voltam às ruas pelo 9º dia consecutivo de protestos na Colômbia
Foto: Reprodução/CNN Brasil (07.mai.2021)

Mais Recentes da CNN