Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Com aumento de casos de Covid-19, obrigatoriedade de máscara pode voltar nos EUA

    Los Angeles e Saint Louis já voltaram a exigir que sua população use máscara em ambientes públicos

    Foto: REUTERS/Mario Anzuoni/File Photo

    Travis Caldwell, da CNN*

    Embora a necessidade de usar máscara nunca tenha se dissipado totalmente durante a pandemia, a orientação dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos de que as restrições fossem removidas para indivíduos vacinados foi um prenúncio bem-vindo de um possível retorno à normalidade.

    Agora, com os casos de Covid-19 e as hospitalizações aumentando em todo o país, as precauções de segurança, como a utilização de máscaras, estão mais uma vez sob consideração.

    O ex-cirurgião-geral dos Estados Unidos, Dr. Jerome Adams, disse na sexta-feira (23) que o CDC precisa esclarecer sua mensagem para trazer os americanos de volta à realidade e conter a crescente onda de infecções.

    A decisão do CDC “foi colocar confiança no povo americano para realmente fazer a coisa certa, mas infelizmente as pessoas escolheram sair e tirar a máscara, estivessem vacinados ou não”, disse Adams a Anderson Cooper, da CNN.

    “Precisamos confiar que nossos funcionários de saúde darão os melhores conselhos que puderem no momento, e o CDC deu os melhores conselhos que puderam na época”, acrescentou. “Mas adivinhe? Isso foi antes da variante Delta, que está mudando as coisas.”

    A variante Delta, considerada mais transmissível e perigosa, foi responsável por cerca de 83% dos casos de coronavírus nos Estados Unidos, de acordo com dados esta semana do CDC, o que é um aumento substancial em relação aos números insignificantes do início de maio.

    Todos os estados têm, nos últimos sete dias, média de novos casos de Covid-19 igual ou superior à semana anterior, de acordo com os últimos números da Universidade Johns Hopkins.

    Especialistas têm apontado repetidamente a vacinação preventiva como a melhor maneira de se antecipar aos picos de contaminação, mas os dados do CDC mostraram que a taxa de vacinação continua a diminuir.

    A média diária de pessoas que se tornam totalmente vacinadas é a mais baixa desde o final de janeiro, quando os Estados Unidos estavam apenas começando a aumentar sua campanha de vacinação.

    Trinta estados ainda não vacinaram totalmente pelo menos metade de seus residentes, com Alabama e Mississippi com menos de 35% totalmente vacinados, de acordo com o CDC.

    No Alabama, o governador Kay Ivey culpou “o pessoal não vacinado” pelo aumento dos casos de Covid-19. “As pessoas deveriam ter bom senso. Mas é hora de começar a culpar as pessoas não estão vacinadas, não as normais. São as pessoas não vacinadas que estão nos decepcionando”, disse ela a repórteres em Birmingham.

    Com os números diminuindo, as autoridades dizem que mais medidas contra a Covid-19 são provavelmente necessárias. A orientação sobre o uso de máscara do CDC não mudou, mas a diretora do CDC, Rochelle Walensky, disse que as localidades podem querer fazer suas próprias mudanças.

    “Comunidades e indivíduos precisam tomar as decisões certas para eles com base no que está acontecendo em suas áreas locais”, disse ela. “Portanto, se você estiver em uma área com uma alta taxa de casos e baixas taxas de vacinação, onde os casos de Delta estão aumentando, você certamente deve usar uma máscara se não for vacinado.”

    Mandatos de máscara encontram oposição

    Em meio ao aumento do número de infecções, alguns líderes estaduais e locais agora recomendam o uso de máscaras em ambientes fechados, mesmo por aqueles que foram vacinados.

    Autoridades de saúde em Seattle e King County, em Washington, notaram que a prevalência da variante Delta nos EUA foi de 1,4% em 13 de maio, quando o CDC suspendeu os requisitos de máscara para pessoas vacinadas. No momento, a Delta representa 56% das infecções conhecidas em King County e espera-se que o número aumente.

    “Eu sei que isso é frustrante e talvez decepcionante para muitos, certamente é para mim”, disse o Dr. Jeffrey Duchin, oficial de saúde do departamento de saúde pública de Seattle e King County, na sexta-feira.

    “E eu reconheci que a mudança na comunicação tem sido um problema real a nível nacional, mas nós na saúde pública temos a obrigação de ser realistas sobre a mudança da situação e fornecer a melhor orientação possível.”

    As autoridades em St. Louis, Missouri, deram um passo além ao instituir um mandato de máscara em ambientes públicos a partir de segunda-feira (26), juntando-se ao condado de Los Angeles como uma das primeiras áreas no país a restabelecer tais medidas.

    O Missouri tem uma das maiores taxas de novos casos diários per capita, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins.

    “A nova regra exigirá que todos com cinco anos ou mais, inclusive os vacinados, usem máscara. O uso de máscaras ao ar livre, especialmente em grupos, também será fortemente incentivado”, informou um comunicado do gabinete do prefeito. As exceções estão incluídas para quem está sentado e comendo em bares e restaurantes.

    “Perdemos mais de 500 pessoas para a Covid-19 e se nossa região não trabalhar em conjunto para proteger uns aos outros, poderíamos ver picos que sobrecarregam nosso hospital e sistemas de saúde pública”, disse o Dr. Fredrick Echols, diretor interino de saúde da Prefeitura de St. Louis.

    No entanto, o procurador-geral do Estado de Missouri, Eric Schmitt, disse na sexta-feira que irá ao tribunal para impedir a exigência.

    “Os cidadãos de St. Louis e St. Louis County não são súditos, eles são pessoas livres. Como procurador-geral deles, entrarei com uma ação na segunda-feira para impedir essa insanidade”, disse Schmitt em um comunicado no Twitter.

    Autoridades de outros lugares também estão resistindo às propostas de mandatos internos. O governador do Arizona, Doug Ducey, encorajou as pessoas em seu estado a tomar a vacina, agradecendo “o milagre da ciência moderna”, mas reiterou que não vai impor obrigatoriedade de vacinaçã ou uso de máscara.

    No Texas, o prefeito de Austin, Steve Adler, diz que se pudesse “ordenar que todas as crianças e professores utilizasseam máscaras sem acabar no tribunal”, ele “faria isso em um piscar de olhos”, como o Austin Public Health relatou que o número médio diário de hospitalizações por Covid-19 tem mais do que triplicou desde 4 de julho.

    O governador do Texas, Greg Abbott, no entanto, emitiu uma ordem executiva em maio proibindo entidades governamentais estaduais, como condados, de exigir o uso de máscaras.

    *Texto traduzido, clique aqui para ler o conteúdo original