Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Companhia Air New Zealand pesará passageiros antes de embarcarem em aviões

    Programa é uma forma de coletar dados sobre a carga e a distribuição de peso dos aviões

    Air New Zealand pesará passageiros antes de embarcarem no avião
    Air New Zealand pesará passageiros antes de embarcarem no avião Air New Zealand

    Lilit Marcusda CNN

    Tire os sapatos. Tire as chaves do bolso. Subir na balança? É isso mesmo.

    A autoridade de Aviação Civil da Nova Zelândia está solicitando que sua companhia aérea nacional pese os passageiros que partem em voos internacionais do aeroporto Internacional de Auckland. A medida vale até o dia 2 de julho de 2023.

    O programa, que a Air New Zealand chama de pesquisa de peso do passageiro, é uma forma de coletar dados sobre a carga e a distribuição de peso dos aviões, disse a companhia aérea.

    “Pesamos tudo o que vai na aeronave – da carga às refeições a bordo, à bagagem no porão”, disse Alastair James, especialista em melhoria do controle de carga da companhia aérea. “Para clientes, tripulantes e malas de cabine, usamos pesos médios, que obtemos ao fazer esta pesquisa.”

    Ainda assim, o peso é uma coisa pessoal que nem todo mundo deseja revelar. Para proteger a privacidade dos indivíduos, a companhia aérea diz que tornou os dados anônimos.

    Os viajantes serão solicitados a ficar em uma balança digital quando fizerem o check-in para o voo. As informações sobre seu peso são então submetidas à pesquisa, mas não serão visualizadas na tela do agente. Além disso, será colocado as bagagens em outra balança idêntica, para pesagem separada.

    “Sabemos que subir na balança pode ser assustador. Queremos garantir aos nossos clientes que não há exibição visível em nenhum lugar. Ninguém pode ver seu peso, nem mesmo nós”, disse James.

    Esta não é a primeira vez que a Air NZ pede aos passageiros que subam na balança antes de embarcar em seus voos. Os passageiros domésticos participaram de uma pesquisa em 2021, mas a dos viajantes internacionais foi adiada devido à pandemia.

    Entre as pessoas que podem ser convidadas a participar da pesquisa estão as que viajam no voo direto de Auckland para o aeroporto JFK, em Nova York, considerado um dos voos mais longos do mundo.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original