Comparativo de imagens mostra o tamanho dos estragos em Beirute após a explosão

Tragédia na capital do Líbano deixou mais de 100 mortos e pelo menos 4 mil feridos

Da CNN

Ouvir notícia

Imagens registradas antes e depois da explosão em Beirute, a capital do Líbano, que ocorreu na terça-feira (4), mostram as dimensões dos estragos causados na tragédia. Até o momento, foram confirmadas mais de 100 mortes e quase 4.000 feridos

Equipes de resgate libanesas seguem vasculhando os escombros à procura de sobreviventes da poderosa explosão que destruiu parte da capital. 

Leia e assista também:

Vídeo mostra impacto de explosão em igreja durante missa no Líbano
Químico explica o que é nitrato de amônio: ‘é seguro e não explode sozinho’
Cruz Vermelha aponta ao menos 100 mortes e 4.000 feridos por explosão em Beirute

Segundo o presidente Michel Aoun, 2.750 toneladas de nitrato de amônio – substância que é usada em fertilizantes e bombas -, foram armazenadas por seis anos no porto, sem medidas de segurança, o que pode ter ocasionado um acidente. Segundo ele, isso era “inaceitável”.

À CNN, o professor Reinaldo Bazito, doutor do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP), explicou que a substância é segura e não explode sozinha.

“O nitrato de amônio é um dos principais fertilizantes utilizados na agricultura. No entanto, ele tem uma característica que pode fazê-lo explodir em determinadas circunstâncias”, diz Bazito, que acrescentou que, apesar de segura, a substância já causou outros acidentes e, no Brasil, é controlada pelo Exército

Beirute: veja imagens de antes e depois da explosão no Líbano
Detalhes de prédio atingido próximo ao local da explosão, no porto de Beirute

Tópicos

Mais Recentes da CNN